Kadhafi avança em direcção ao futuro, e nós também

In this photo taken during a government-organised ...

Ras Lanouf, Líbia, há dias.

Entre nós a conversa é outra e a mesma: há uma inqualificável criatura (duas, melhor dizendo, ou um partido inteiro) que não quer desaparecer de cena, e ninguém sabe por que razão; talvez seja porque o dito homem não sabe nem pode ser prestador de (nulos) serviços noutro âmbito, a não ser fazer disto, Portugal, um prego que ele, a seu tempo, lançará água fora. Ele e mais o sr. Teixeira dele.

E o socialista Manuel Maria Carrilho sintetizou:

Nós vamos ter fome em Portugal.

E eu já sabia isso. Tinha escrito aqui, ontém, que JSócrates iria fazer o seu “número Kadhafi”.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

33 respostas a Kadhafi avança em direcção ao futuro, e nós também

  1. Eu já vos tinha dito…
    Infantaria com armas velhas não pode nada contra cavalaria (hoje são tanques, não cavalos) e contra a Força Aérea, sobretudo se forem Harriers (anglo) ou Mirage (franciú). Mísseis ar-terra.
    A minha previsão é que o velho “coronel” retome akilo tudo, e aos despois a «dentadura suxialista» lá muito dele continuará, e bem mais feroz que antes…
    Aliás, vai acontecer o mexmo em todo o «arab world», me thinks.

    🙁

  2. James Cook Alvega é o melhor comentador da bloga. Consegue unir: ironia/conhecimento/sarcasmo/seriedade e ideias próprias no mesmo “post”, é um gozo lê-lo.

    • Carlos Vidal diz:

      Eu também gosto muito do capitão James Cook,
      por isso lhe pergunto:
      e JSócrates??
      O que fazer, se ele se aguentar por mais umas semanas??

    • miguel dias diz:

      Unlike Greyhound racing, Whippet racing is purely for sport and not for gambling or prize money.

  3. helder diz:

    A minha duvida é quem imita quem. Não será o cadafi a imitar o socras?

    P.s. James, uma merda tão velha como o panzerfaust resolvia metade do problema. A outra metade ainda é mais manhoso, os afegãos, que eu saiba nunca tiveram aviões e o uso de anti-aéreas sempre foi reduzido.

    • Carlos Vidal diz:

      Quanto à primeira questão, acho que se imitam um ao outro:
      só largam o leme quando já não houver barco.

    • José diz:

      Helder, não é bem assim, Os afegãos tiveram os Stinger, que chegaram para enxotar os soviéticos. E o terreno afegão é óptimo para uma guerra de guerrilha, ao contrário do que se passa na Líbia. Por outro lado, não me parece que o coronel se preocupe em demasia com danos colaterais…

      • helder diz:

        Misseis terra ar?equipamento velho? o terreno já será assunto, mas esse , há que o saber escolher 😉
        Adiante, onde eu queria chegar é (alem de picar o nosso James) :
        o que faz a diferença é o equipamento ou o empenho das populações em resistir?
        É que se eu te disser que consegues repelir um esquadrão de policia de choque com uns sacos de plástico e gasolina tu, se calhar, não acreditas.

        • José diz:

          O empenho é fundamental, mas não chega. O Afeganistão tem um terreno diametralmente oposto ao líbio, onde algumas das maiores batalhas com tanques se realizaram.
          E o Stinger não eram (não são ainda) exactamente equipamento velho…
          Um esquadrão de polícia de choque europeu, acredito, sim. Já se a nacionalidade for de outros continentes já tenho alguma dificuldade em acreditar.

  4. xatoo diz:

    “ao futuro, e nós também”? perdão,
    a desaparecer, não são dois nem um partido, são três e dois partidos…
    Ainda estou para perceber porque é que a malta da “geração à rasca” guardou o “sobressalto cívico” para após as presidenciais, não fez o alarido antes e consentiu na retoma do Cavaco.
    O menino PassosC já apareceu mais nas tvs desde esta sexta feira à noite que a manifestação dos 300 mil de ontem toda junta; a rtp interrompe uma declaração do Carvalho da Silva para passar a um directo de Paulo Portas, o P”S” diz que os jovens precários são a sua principal preocupação no próximo Congresso. São sinais de uma lePenzada tuga sob o alto patrocinio cavaquista. Lá futuro há, mas não se confirma é que não seja privilégio dos mesmos, ou piores ainda

    • Carlos Vidal diz:

      Concordo plenamente, xatoo.
      São três figurões: Sócrats, Passos e Cavaco.
      E estão dois partidos a mais: PS e PS (D). O que dá um só partido, como vê.
      De resto, eu estava apenas a criar prioridades; como se dizia há pouco no Brasil: derrotar a direita no voto, derrotar a Dilma na rua. (Ocupando fábricas, fazendas, etc.)
      Cada um terá de ter a sua resposta específica.
      Agora a coisa é com o P SS. Amanhã, será com o P SD.
      (Vamos ver se resulta.)

  5. manel diz:

    nao larga o poleiro pq sem a imunidade e a teia de influencias corre o risco de ser preso. Um animal feroz encurralado é capaz de tudo, até mesmo de afundar o pouco que resta.

    • Carlos Vidal diz:

      Não corre tal risco, sem isso (imunidade e influência) seria mesmo p………..
      Mas, de facto, ele tem isso tudo. (E até gravações “curiosas” destruídas.)
      Mas eu hesito: cadeia ou exílio.
      Nas Ilhas Caimão, o nome a ele diz-lhe alguma coisa??

      • Exílio em Angola e a vender ventoinhas.
        Quanto a genocídios, acontecem não por acaso nas ex-colónias africanas da Alemanha ( Rwanda-Burundi, Namíbia) e da Itália ( Líbia, Etiópia ).

  6. manel diz:

    carlos vidal, o socrates nao larga o poleiro pq sem a imunidade e a teia de influencias corre o risco de ser preso. Um animal feroz encurralado é capaz de tudo, até mesmo de afundar o pouco que resta.

  7. Ernst diz:

    O Sr.cahvez e o Sr. Daniel Ortega, pelos visto não antipatizam muito com o Sr.Khadafi.
    (mas sobre esse facto não há posts, claro).
    Adiante.
    Como se vê no link que aqui deixo, agora muita gente vai ter muito que pensar, pouco tempo a de os “rebeldes” precisarem de “ajuda” da NATO.
    Vai haver muita gente, da Direita à Esquerda, que vai passar um mau bocado para esboçar uma argumentação.
    Pensavam que o Coronel Khadaffi (outrora um ícone “progressista”) fosse como Ben Ali ou Mubarak.
    Correu mal, pelos vistos.
    Enganaram-se, as Direitas e as Esquerdas…..que analisam o mundo árabe muçulmano à luz das ideologias paridas na “meretriz” Europa.
    Julgam-se o centro do mundo.
    Estão equivocados.

    • Carlos Vidal diz:

      Já aqui escrevi sobre as diferenças abissais entre Chavez e Kadhafi.
      Procure, sff.

      De qualquer modo, creio que quer Chavez, quer Ortega apoiam (tal como eu apoio ou teria apoiado) a nacionalização do petróleo líbio por Kadhafi quando chegou ao poder.
      Claro, uma boa medida há muitos anos não limpa uma vida imunda.
      Mas não se esqueça dela, dessa medida.
      E considere: a figura de Nasser é ainda de grande prestígio no mundo árabe.

      • Ernst diz:

        Nasser tem prestígio no mundo árabe?!
        Pois claro que tem.Disso tenho poucas dúvidas mas… não é isso que está em causa.

        Gostava é de saber o que se vai dizer, das Esquerdas às Direitas quando (e se…mas parece cada vez mais plausível) os rebeldes líbios, cada vez mais acossados, pedirem a “ajuda” da NATO*

        *sendo certo (como se tem visto) que à NATO apetece-lhes tanto meterem-se na Líbia como terem uma pinha enfiada no cú .
        Basta ver o comportamento dos EUA de Obama em todo este “PREC” (mutatis mutandi) no mundo árabe: fazem os possíveis para não dar nas vistas e……….”chutam” para a Europa que, entretanto, se dedica à mais desvairada hipocrisia.

        • Carlos Vidal diz:

          SE a NATO intervier, se os EUA intervierem as revoltas árabes morrem.
          Há pressões, dos do costume (Kagan, Wolfowitz…) para uma intervenção. Cadeia para essa gente (culpada pelo genocídio no Iraque) é pouco, muito pouco.
          Décadas de atraso para um país, o Iraque, e centenas de milhares de mortos, tudo isso é irrecuperável.
          Quem tem de intervir é a Liga Árabe. Ali, mais ninguém tem legitimidade (transnacional).

  8. [b]helder[/b], a diff é a geografia (ou a orografia se preferir…) no terreno.
    No Afganistão qualquer um se pode esconder num buraco no meio das montanhas, não há heli que o tope, ou detecte.
    Na Líbia, Argélia etc. (excepto as montanhas do Riff, mas isso fica mais p’ra Marrocos) akilo é plano.
    Não há muito onde se esconder, atacar, cavar , contra-atacar e por aí.
    Portanto um exército convencional, ainda por cima apoiado por «olhos-no-ar» está em princípio sempre em vantagem.
    Não tem mistério nenhum…

    🙁

  9. Segundo o que estou p’ráqui a ouvir (de costas) da AlJazeera, os Saudis preparam-se para ‘intervir’ no Bahrein.
    ‘Caganda admiração, esses ‘sultanatos’ são uma espécie de ‘jardim de trás’ (backyard) dos Saudis.
    E eles têm armamento topo-de-gama, e militares muito bem treinados, cortesia do amigo americano…
    Depois eles são de tribos diferentes and they don’t much like each other.
    Se isso acontecer, chacina no horizonte…

    🙁

  10. ricardosantos diz:

    caro major: eles estão a sua espera e voce anda por aqui a cagar postas de pescada podre.

  11. ricardosantos diz:

    o sr vidal e seguidores não se esqueçam que o vosso paraiso dos qinquenios deu o que deu.

  12. ricardosantos , já há muito que não tenho vinte anos… senão nem sequer estaria aki..

    🙁

Os comentários estão fechados.