Nem Kadhafi nem ocupação: pela vitória da revolução!

Os EUA estão a tratar de usar a Líbia para estancar a queda do dominó de ditadores que apoiou durante décadas em toda a região e a NATO já está preparada para uma intervenção militar. Outra coisa não seria de esperar. Depois de ser ultrapassado na revolução da Tunísia e do Egipto, incapaz de controlar os efeitos a Este, nomeadamente o Iémene e no Bahrein e com os rumores que chegam da Arábia Saudita, a Líbia é terreno que oferece condições mais favoráveis para que o império jogue as suas cartas.

Ler o resto na Rubra
Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

19 respostas a Nem Kadhafi nem ocupação: pela vitória da revolução!

  1. Ernst von Superavit diz:

    Duas notícias importantes:

    1.
    http://english.aljazeera.net/news/africa/2011/03/20113365739369754.html

    Como se vê, o Coronel Khadaffi, foi fotografado com a malta toda.
    Mas haverá alguém que não tenha andado aos apertos de mão e abraços a Khadaffi??
    (obs:não há reacções a esta notícia?!?!?)
    Nada de admirar num líder cujo nome pode ser escrito de trinta e sete (sim: 37!) maneiras diferentes.

    Outro facto não menos importante é o de Khadaffi se ter dirigido aos portugueses.
    As palavras que Khadaffi nos dirigiu podem ser vistas aqui:

  2. l'outre diz:

    Não percebo o salto do apoio à revolta para o fim do movimento revolucionário e reformista no mundo islâmico. O sucesso da revolta é um factor motivador para os revolucionários de outros países.

    E a intervenção da OTAN que se fala não é uma invasão como no Afeganistão ou Iraque, mas sim o estabelecimento de uma zona de exclusão aérea, o que impediria Khadafi de utilizar aviões para bombardear o seu povo. Não me oponho a uma intervenção nestes moldes.

    • idi na huy diz:

      Xim,xim estou agora a pensar nos curdos no Iraque e,os curdos da Turquia que são terroristas e,os aviões podem-nos abatter.Já percebi a sua esquerda….Rabo escondido com Gato de fora……….. 🙂

  3. Oil meus caros, o West depende do produto p’ra viver e se aquecer, e são eles que o têm…
    (Creio bem que a Líbia supria 20 % das nossas [PT] necessidades)
    A partir daí…

    🙁

  4. Pingback: He’s no Mubarak | Palmier

  5. José diz:

    “Os EUA estão a tratar de usar a Líbia para estancar a queda do dominó de ditadores que apoiou durante décadas em toda a região”

    Os EUA apoiaram o Kadahfi?? Com o bombardeamento de 1986 a servir de exemplo do apoio americano?

    E os EUA querem travar a queda do Kadahfi??

    E quem escreveu isto é deste mundo??

    • Renato Teixeira diz:

      “Os EUA estão a tratar de usar a Líbia para estancar a queda do dominó de ditadores que apoiou durante décadas em toda a região e a NATO já está preparada para uma intervenção militar. Outra coisa não seria de esperar. Depois de ser ultrapassado na revolução da Tunísia e do Egipto, incapaz de controlar os efeitos a Este, nomeadamente o Iémene e no Bahrein e com os rumores que chegam da Arábia Saudita, a Líbia é terreno que oferece condições mais favoráveis para que o império jogue as suas cartas.”

      Ninguém escreveu isso, evidentemente. Os EUA encontraram um ponto de entendimento com Kadhafi e alinharam pela estratégia da reabilitação britânica. Hoje, sem mão na maior parte das revoluções e sem perceber patavina do terreno, joga na Líbia a sua estratégia de influência.

      Quanto à quantidade de ditadores produzidos, manietados e legitimados pelos EUA na região é uma evidência de Riade a Tel Avive, do Cairo a Sanaa.

      • a anarca diz:

        Renato,
        A estratégia mudou 🙂
        Os ditadores passaram de moda …
        os alemães não precisam de armas para dominar 🙂
        os americanos idem

  6. José diz:

    Ditador em Tel Aviv??
    Sério?

    • idi na huy diz:

      Ditador, só na Venezuela.Realmente,não há saco para os lacaios da desumanização

    • V. KALIMATANOS diz:

      Desta vez tens razão, Zézito. Os ditadores (de Telaviv) estão em Washington. Ora vê:

      “The Israelis control the policy in the congress and the senate.”
      — Senator Fullbright, Chair of Senate Foreign Relations Committee: 10/07/1973 on CBS’ “Face the Nation”.

      “The Israeli embassy is practically dictating to the congress through influential Jewish people in the country”
      —–Sec. of State John Foster Dulles quoted on p.99 of Fallen Pillars by Donald Neff.

      Não faças ondas.

  7. Desde o general Yitzhak Rabin (1922 – 1995) [vilmente assassinado por um desses judeus idiotas que devia ter sido logo passado a «fio-de-espada», porque não se gastam balas em quem não merece…] que quando simples tenente era o comandante da brigada Har-El do Palmach (Partido Trabalhista, Israel) que não há niguém que valha nada por ali.

    Just my 2 cents.

    🙁

  8. José diz:

    É esse tipo de afirmações que o descredibilizam.

  9. Carlos Carapeto diz:

    Quando os civis em Gaza estavam a ser torriscados com armas químicas onde estava a esquadra da NATO meus Senhores? Outra coisa. O que tem a ver a Coreia do Sul com o problema Líbio?

    Mais; o que fazia um helicóptero da NATO com armas pesadas e maços de dólares a bordo em território Líbio?

    Tenha qualquer povo a ousadia de assaltar quartéis e apoderar-se de armas. Isso foi o que aconteceu desde o primeiro momento na Líbia.

    Ninguém precisa de vir lembrar que Kadhafi não tem mais condições para continuar a dirigir a Líbia. Não pode é ser substituído por fantoches ao serviço do capitalismo como se pretende.

    Os mandantes do capitalismo estão atolados neste pântano putrefacto dos regimes autoritários de tal modo que se lhe esgotou a moral para darem lições de democracia a quem quer que seja.

    Se e alguém aqui discordar desta opinião por sofrer de amnésia, estou disponível para lhe avivar a memória.

    A começar por o que já aconteceu três vezes na Albânia desde 1999. Onde as sublevações populares têm sido sufocadas por o envio de tropas da NATO.

    Na Roménia os dirigentes mineiros foram todos encarcerados. Saiu um há poucos meses que cumpriu dezoito anos de prisão.

    Portanto a liberdade e a democracia que o capitalismo apregoa só servem para descarregar na fossa séptica dos trabalhadores.

  10. Atenção pessoal do PeCêPê: os gajús lá do Yémen (mas onde diabo será isso ?) segundo a AlJazeera, acabaram de dixer que as «chatices» lá no place são causadas por ‘anarquistas’ coligados com ‘interesses ocidentais’.
    Vou já pr’o Yemen (Iémen ??) tentar descobrir esses meus camaradas…
    😀

    Entretanto vcs. aguentem-se, porque na próxima fantasia dum desses «moslems-on-acid» os culpados ‘na berlinda’ vão ser vossas senhorias provávelmente… até porque eles estão a ficar com falta de gente e imaginação a quem culpar.
    🙁

  11. E segundo a AlJazeera, alguém acabou de congelar os “bens” do Gadaffi & familória, valor 30 $us bn (nós aqui não usamos essa termilnogia portanto são apenas 30 x 10*9 milhares de milhôes $US)

    Não há ninguém que me convide p’ra ditador árabe ? Eu alinho já já (nah !)

Os comentários estão fechados.