PEÇO A PALAVRA: o Partido Socialista também sabe fazer as coisas, e bem: a Internacional Socialista de Ben Ali e Mubarak é uma boa escola

Praça Tahrir, Cairo. E em Lisboa o mês de Março também será de luta. Total: ou tudo ou nada. (Que ninguém espera nada da entediante e rotineira prática do voto.)

A Direcção-Geral dos Serviços Prisionais (DGSP) continua a garantir que o episódio, em Setembro do ano passado na cadeia de Paços de Ferreira, em que um recluso foi imobilizado com recurso a uma arma taser, foi a primeira vez que uma pistola com essas características foi usada nas prisões portuguesas.

No entanto, António Pedro Dores, da Associação contra a Exclusão pelo Desenvolvimento (ACED), garante que a acção dos Grupos de Intervenção dos Serviços Prisionais (GISP) que recorrem àquelas armas não é caso único. Em Outubro, exemplifica, já depois do incidente em Paços de Ferreira, na cadeia de Pinheiro da Cruz “foi utilizada uma arma semelhante, que atingiu um recluso na cabeça” . O detido acabou por morrer e, segundo o sociólogo, “as pessoas que testemunharam a intervenção acreditam que a morte pode estar relacionada com o disparo da taser“.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

10 Responses to PEÇO A PALAVRA: o Partido Socialista também sabe fazer as coisas, e bem: a Internacional Socialista de Ben Ali e Mubarak é uma boa escola

  1. TóPê, dá-lhes !
    a gente não se vê há séculos meu, tu lês esta «coisa» ?
    Saudades, pah !

    🙂

  2. uma rotunda minimal de teatralidade decorativa a armar ao neo-real. Uma significação truncada ou velada, subjectivamente mediatizada, manifesta-se objectivamente, mas de um modo ainda mais descontínuo.

    • Carlos Vidal diz:

      Em suma, o socialismo democrático.

      • Restituído a si mesmo, afasta-se daquela objectividade límpida, que gostaria de atingir, daí que lhe esteja adscrito, por necessidade da sua própria verdade, o ímpeto a conservar o que é condenado em nome da verdade.

        • Carlos Vidal diz:

          Restituído a si mesmo, o socialismo democrático desbrava as mais recônditas de entre as desconhecidas florestas do pensamento e da vida. Em nome da verdade, ele abre espaços de vida em comum, onde o sentido do humano resplandece no equilíbrio justo entre o indivíduo e a comunidade.

          • pois, mas o carácter do humanismo burguês tende profundamente a ater-se à mediocridade, em detrimento de uma melhor compreensão. Uma das componentes dessa ideologia é que ela nunca é inteiramente acreditada e avança do auto-desprezo para a auto-destruição. Isso agrada-me.

          • miguel dias diz:

            Convenhamos que o Gisp trabalha à base de Habermas e de Acção Comunicativa, racionalidade cuja validade assenta em quatro requisitos: compreensibilidade da expressão (limpas ou não?), verdade do enunciado (olha que levas…), sinceridade da intenção (…com o taser) e justeza das normas (não há baixas).

          • Carlos Vidal diz:

            Isso, isso, o humanismo burguês autodestrói-se, ou simplesmente se destrói (porque, para tal, não é necessário sujeito). Tal humanismo são cartas canónicas enviadas de amigo para amigo. No mundo burguês, tudo tende a correr mal quando do outro lado da linha não está ninguém. E até agora, tem estado.

          • Carlos Vidal diz:

            Verdadíssima, grande arquitecto.
            No terreno da Acção Comunicativa, tudo tende a resolver-se na maior harmonia.
            O ministro da Justiça é justo a priori.

  3. Ah pois é…isto a ser verdade tal e qual como é reportado, era de esperar que mais dia menos dia, iria dar merda.

    Com certeza, que a data da intervenção pelos serv. prisionais, toda a cena foi gravada para terem como prova.
    Então onde estará este video? Porque razão não é divulgado?..Não houve autorização para o uso do Taser para imobilização?
    É por causa destas e doutras é que é que as pessoas que acham bem, ” estes animais serem taserados ” pois ” não sabem viver em sociedade ” deviam era estar caladinhos….pois se fosse o paizinho deles a falecer dentro destas circunstancias, não iriam achar assim tanta graça e serem tão apologistas de castigos corporais.

    tenho dito.

Os comentários estão fechados.