Depois de Ali e Mubarak é a vez de Khadafi dar lições de democracia ao Partido Socialista

Já foram assassinados mais manifestantes em cinco dias de protestos na Líbia do que em três semanas no Egipto e do que num mês na Tunísia. Khadafi vai tratar de transformar a revolução que o aguarda na mais sangrenta de todas as que estão a ter lugar no Norte de África e no Médio Oriente.

Não se sabe se o trio de socialistas democráticos que foi lavar a imagem da Internacional Socialista vai passar pela Líbia ou se a cadeia da revolta vai continuar a fazer revoluções acima de tudo em países liderados pelos muchachos do Partido Socialista, mas no seu site o embuste não só se confirma como se agrava. Veja-se o desaparecimento dos seus aliados na zona do globo por onde a história se anda a passear cheia de brilho.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.

8 respostas a Depois de Ali e Mubarak é a vez de Khadafi dar lições de democracia ao Partido Socialista

  1. Carlos Vidal diz:

    A grande questão é que os socratelhos socialistas democrateiros vão caindo um a um.
    Falta o produto “original”, o de Lisboa, o nosso infelizmente “vizinho”.
    Que tem de começar a cair já no próximo mês de Março.
    Estamos cá para isso, e temos de comemorar o aniversário deste blogue sem socratalhice no mapa.
    Deve ser mais fácil do que parece.

  2. Rui F diz:

    Tive o Prazer de ter o Fausto Bordalo Dias ao meu lado na Lista de Honra do Manel Alegre
    🙂

    Arrecada lá esta Renato

  3. Rui F diz:

    SubCarvalho…deviam!

    mas o país é livre não?

Os comentários estão fechados.