Olha…

Neste dia em que coisas bem mais importantes se passam, e em que por elas esperamos ansiosamente, descobri que o meu leãozinho de estimação chegou à imprensa escrita, pela mão do Inimigo Público.

Um dia destes, ainda dou com ele na capa da Caras, de braço dado com as “socialaites”, o traidor!…

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

2 respostas a Olha…

  1. Pedro, o africano diz:

    Caramba, senhor Granjo, nem um comentário.

    É de estranhar…

    Também, quem escolhe defender versões da direita, para combater comentários diferentes, está tramado.

    Sem dúvida.

    No entanto, há uma coisa que ainda me deixa a pensar, naquele seu ataque de pânico, a seguir ao comentário do Alberto Carvalho…

    Quer dizer, bastou um comentário diferente do seu, para o senhor divulgá-lo, insultar o Alberto Carvalho, tratá-lo por “Herr”, como se fosse nazi e, na verdade, o senhor é que defende os argumentos nazis, da facção pró-boer que acusa Mugabe de ser um Hitler.

    Nem atendeu à história do país, nem ao passado da figura em questão. Toca a escrever esse material bombástico, como se fosse o dono da verdade.

    E no fundo, para quê? Só para receber alguns comentários de apoio dos seus amigos virtuais, do Leo e de outros que diziam as coisas que o animavam.

    De facto, um triste e lamentável espectáculo.

    Aquilo que deu a entender é que o Sr. Granjo ferve em pouca água, ou seja, salta-lhe a tampa por muito pouco.

    Tem que ter calma, Sr. Granjo, tem que ter muita calma…

    • paulogranjo diz:

      Conforme deixei então escrito, estou farto de cabeças fascistoides negacionistas armados em progressistas (e anti-imperialistas, se necessário). Grupo entre o qual os seus comentários o incluem.

      Se me conhecesse, saberia que não tenho grande necessidade de palmadinhas nas costas, e que a discordância não me desagrada. O que me desagrada é a má-fé, sobretudo quando é posta ao serviço da repressão e opressão de povos que lutam para se libertar dela, e recorre a retórica “de esquerda”.

      E tome atenção ao que lê. O Leo não é um apoiante de o que quer que seja que eu escreva, mas a”melga” de serviço às caixas de comentários. Papel que parece querer reivindicar também para si.

Os comentários estão fechados.