Erro ou desonestidade?

Leia-se este título:
Esquerda parlamentar chumba proposta do CDS-PP sobre recibos verdes

Perceba-se o que se passou:
(…) foi chumbado com os votos contra do PS, a abstenção do PSD e os votos a favor do PCP, BE e PEV.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 respostas a Erro ou desonestidade?

  1. Camarro diz:

    Algumas considerações sobre esta matéria:

    1) Acho piada às lágrimas de crocodilo do CDS e de PP sobre os recibos verdes. Trabalho numa empresa, gerida por um companheiro de partido de PP, que explora os trabalhadores, melhor dizendo, os colaboradores, a torto e a direito. Falsos recibos verdes, portanto, são o pão nosso de cada dia. Daí que não possa revelar a minha verdadeira identidade, mas dá-me um certo gozo escrever o que escrevo em pleno horário de trabalho, mas como um recibo verde supostamente não tem horário, também não estou muito preocupado…

    2) PP não está preocupado com aqueles que ganham 900, 1000 ou 1100 € mensais (que já sabemos que na prática levam entre 600 e 700 € para casa), porque é necessário continuarem a existir para satisfazer a gula dos seus amigos do patronato.

    3) PP e o CDS revelam um desconhecimento profundo do novo código contributivo que agora entra em vigor. Há alguns dias referia que um trabalhador que recebesse 1000 € mensais iria pagar este ano cerca de 186 € por mês (verdade) e no ano de 2012, 248 € (falso). Neste caso o trabalhador a recibo verde irá pagar 124 € em 2012.

    4) A verdadeira preocupação de PP não é com os falsos recibos verdes, caso contrário teria estado ao lado do PCP e do BE quando foi apresentada na AR a petição “Antes da dívida temos direitos”, mas sim com os recibos verdes que têm razão de ser. Por exemplo, um profissional liberal que ganhe 3, 4 ou 5 mil euros verá as suas contribuições para a segurança social aumentarem substancialmente. O que estava errado no passado era uma pessoa pagar os mesmos 160 € quer ganhasse 1000 ou 5000 € o que era profundamente injusto.

    5) Com estas palavras pareço o “boy” Secretário de Estado da Segurança Social a falar, e que estou de acordo com o novo código contributivo. Nada disso… O que se deve combater, sem tréguas, são os falsos recibos verdes, a forma mais asfixiante de exploração dos trabalhadores e, parece-me, que PP e o CDS não são exemplo para ninguém.

    Acerca da notícia, Tiago, desonestidade, como é habitual…

  2. Pedro Penilo diz:

    Tens um erro no título, Tiago.

  3. susana diz:

    de facto… “bloco central chumba proposta” teria sido mais rigoroso.

  4. De acordo com o camarro, nada a acrescentar.

    Contribuição para este tema, por interposta pessoa:

    Por uma vez estou básicamente de acordo com o Zé Manel (e eu sou dois anos e pico mais velho que ele…)
    A única razão porque a minha “descendência” tem uma vida ‘agradável’ (até ver…) é porque sou eu a pagar as contas.
    Vale a pena ler, concordem ou não.

    Comprem o jornal onde ele escreve, ou baixem o ‘escrito’ daqui:

    http://www.fileserve.com/file/tc8nGY3

    ou daqui:

    http://hotfile.com/dl/101780441/9263d74/Jos_Manuel_Fernandes.txt.html

    ou daqui:

    http://rapidshare.com/files/446150598/Jos___Manuel_Fernandes.txt

    ou daqui:

    http://www.megaupload.com/?d=7TT48YXQ

Os comentários estão fechados.