Justiça Federal confirma condenação de Battisti

Retirado do Estadão:

O Tribunal Regional Federal (TRF) da 2.ª Região manteve ontem a condenação do ex-ativista italiano Cesare Battisti pelo crime de falsificação de selo ou sinal público imposta pela Justiça Federal do Rio. A pena de dois anos de prisão foi convertida em prestação de serviços e multa de dez salários mínimos.

Preso no Brasil desde 2007, Battisti fora condenado à revelia em seu país por quatro homicídios. O governo da Itália pede sua extradição, negada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O Supremo Tribunal Federal vai examinar as razões que Lula apresentou para justificar a permanência de Battisti.

Segundo o TRF, foi encontrado no apartamento de Battisti um passaporte francês com nome fictício e carimbo falsificado de visto de entrada no Brasil.

O recurso de apelação foi apresentado pelo advogado Luiz Eduardo Greenhalgh. O desembargador Messod Azulay, revisor do processo, escreveu que “não pode o cidadão, sob a justificativa de precisar se evadir de seu país, vir cometer crime comum no Brasil”. ” Se ele pretendia obter asilo político, não deveria ter se valido do anonimato e da clandestinidade e sim ter procurado as autoridades nacionais.”

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

Uma resposta a Justiça Federal confirma condenação de Battisti

  1. O mínimo que eu posso dixer aki é que, p’ra quem não sabe, a embaixada dos Brazze aki fica ali para Sete-Rios, é um antigo palácio magnífico (as Larangeiras), na perpendicular do Jardim Zoológico.
    Mas não fui eu que vos disse isto, ‘craro’.
    Eu cá tenho que dixer (em público) que não tenciono faxer nada.
    😉

Os comentários estão fechados.