Hugo Chávez ralha com banqueiro, ao vivo e em directo


A verdade é que os meus lábios não conseguem deixar de sorrir quando vejo um banqueiro a ser tratado assim. Chamem-lhe populista, se quiserem, mas gostava de ver um primeiro-ministro europeu falar assim, democraticamente.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

15 respostas a Hugo Chávez ralha com banqueiro, ao vivo e em directo

  1. Renato Teixeira diz:

    Um processo de nacionalização um bocado sui generis, não?

    • Bruno Carvalho diz:

      Provavelmente nem vai dar em nacionalização mas ver um presidente encostar um banqueiro às cordas já é alguma coisa.

      • Renato Teixeira diz:

        Acho que temos noções diferentes de encostar “a banca” às cordas. Se estarei sempre ao lado do Chávez contra a tutela do imperialismo não deixa de me fazer muita confusão o jeito caudilhista que a revolução bolivariana está a tomar. Isso no estilo, porque na prática o ralhar tem substituído o avanço da revolução. Se o projecto é socialista, se tem apoio popular porque não avança de vez para os processos? Se ameaça expropriar para satisfazer a senhora que se queixa, porque não nacionaliza para tornar efectivamente independente o país?

        • Bruno Carvalho diz:

          Estou de acordo contigo no que diz respeito à falta de avanços no processo bolivariano. Contudo, esse apodo de caudilho que tu e a imprensa de direita tentam colar a Chávez não faz o mínimo sentido. Dentro das democracias burguesas, há poucos que sejam tão democratas como o presidente venezuelano. O projecto é, na minha opinião, social-democrata – na verdadeira acepção do termo – e anti-imperialista.

  2. José diz:

    Sim, o Chávez é um democrata de fino recorte! De fazer inveja a qualquer estadista europeu!

  3. E repararam no ar enjoadíssimo do Simon Bolívar lá atrás ?
    (Se fosse ele a comandar o kamarada ‘Chaves’ não subiria acima de soldado-raso, my best bet / la mi mejor opinión…)
    Como diria o Pachêkonskivo, «quem nasceu p’ra lagartixa nem nunca por nunca chegará a jacaré…»
    😉

  4. Von diz:

    A vocação do homem é a televisão. Ainda o verão a apresentar o Fantástico.

  5. Tovarich diz:

    Muito bem respondido a Renato Teixeira: «…esse apodo de caudilho que tu e a imprensa de direita tentam colar a Chávez…»

    De facto, não há como o Renato Teixeira para misturar os assuntos e defender linhas complexas, usando, para esse fim, estilos já conhecidos da comunicação social.

    Defende o voto em branco, acusa Chávez de caudilho, defende o Hezbollah, para depois se declarar como verdadeiro anarquista, «avant-la-lettre»…

    …mas se Renato já usa os «apodos» também usados pela direita, estaremos nós a testemunhar uma carreira, na net, do estilo Pacheco Pereira? Este começou no OCMLP, dizendo mal do capitalismo, lutando contra a hegemonia do PCP, etc… para depois acabar como deputado do PSD.

    Também, aqui, Renato usa tudo e mais alguma coisa para se mostrar radical diante de todos, «o irreverente» Renato, para, talvez, um dia, acabar nalgum lugar bem guarnecido, bem confortável do capitalismo.

    • Renato Teixeira diz:

      Devia moderar a língua até porque ninguém como o PCP tem dissidências complicadas. Quanto à insinuação, e com palavras simples, vá se foder que não me conhece de lado nenhum para opinar o que quer que seja do meu carácter. Discorda? Use argumentos. O seu paleio é um ranço inqualificável. Dissidência por delação? Quer uma foto minha para colocar na primeira página?

    • Manuel Monteiro diz:

      OCMLP, não. CMLP,sim.
      Manuel Monteiro

  6. cuba.si diz:

    isto na europa, e em portugal, seria uma coisa do genero do sr Ricardo Salgado, ou qualquer um dos seus comparsas, a ligar ao sr socrates ou ao sr. silva e a exigir ainda mais dinheiro para os seus pobres banquinhos………. que só tem lucros de 5 milhoes por dia……..

  7. André diz:

    Isto é absolutamente ridículo, já para não falar de que é uma muito má encenação.

Os comentários estão fechados.