Atenção que a figura quer os nomes… Quererá também as moradas, profissões, dados familiares, ocupação em viagens? O que mais?….

Uma hora depois da “vitória”, tornou-se desde logo necessário apurar os “nomes”:

Cavaco Silva desafiou a comunicação social portuguesa a revelar os “nomes daqueles que estão por detrás” do que diz ter sido uma “campanha de calúnias, mentiras e insinuações” contra si.

E que os que laboram na imprensa, nomeadamente jornalistas, passem tudo cá para fora. Já! Honrem a personagem da curtíssima vitória e desonrem a vossa profissão.

E, depois, que fará o sr. com os “nomes”? E que acontecerá aos jornalistas que derem os “nomes”? Uma boa nova e recompensa no dia 10 de Junho? E, depois, o que sucederá aos “nomes”?

Gostava, por uns tempos, de não viver em portugal.

Ah, os “nomes”, os “nomes”… se eu soubesse dos “nomes”, se eu soubesse quem foi!

Contava tudo, mas tudo mesmo! Mas eu não fixo “nomes”. Sou mau nisso, mesmo que queira ajudar.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

12 respostas a Atenção que a figura quer os nomes… Quererá também as moradas, profissões, dados familiares, ocupação em viagens? O que mais?….

  1. Dédé diz:

    Pode aproveitar e pedir ao inspector da PIDE, que o atendeu quando lá foi preencher a declaração para ter acesso não sem a quê, para lhe dar uma ajuda.

    • Carlos Vidal diz:

      É uma hipótese em aberto, sim senhor.
      O PIDE colaboraria, meter-se-ia nos meandros da imprensa caluniosa.
      Saber de experiência feito, resolveria o caso da proveniência das calúnias num ápice.
      Seguindo a pista Dias Loureiro para começar.

  2. Álvaro diz:

    O senhor ainda se não deu conta que a sua falta de transparência e de credibilidade nas explicações o tornam acompanhante dos diversos políticos eleitos em condições mais que duvidosas (Isaltino, Fátima, Valentim, etc.) . Não pode lavar a honra com a vitória eleitoral porque isso também os senhores referidos fizeram. Por muito que se indigne a falta de explicação aumenta a suspeição. E cercado por tão más companhias …

  3. Marota diz:

    Este também anda iludido, pensa que é dono da terra dele…

  4. Raul diz:

    Esta lembra o senador Mcarthy, de triste memória. Ele que vá lá caçar bruxas para
    Boliqueime…

  5. Vitor Ribeiro diz:

    Much ado about nothing… ele que pergunte ao José Manuel Fernandes.

  6. Ho Chi Mihn diz:

    “Maria Mendes Vieira” – está aqui o nome da sogra, casada em segundas núpcias, que o Cavaco denunciou à PIDE. Cá para mim, a velhota nunca esqueceu e não perdoou…

    • Carlos Vidal diz:

      O texto completo é este; deve ser todas as vezes repetido – é um retrato de uma personalidade vertical:
      Diz Cavaco à PIDE sem que nada nem ninguém lhe pedisse:
      “O sogro casou em segundas núpcias com Maria Mendes Vieira com quem reside e com quem o declarante não priva”.
      Duas questões:
      a senhora era comunista?
      Esta declaração eivada de nobreza, um dia, integrará as Obras Completas de Aníbal Cavaco Silva?
      Em que tomo, sob título de tomo??

  7. nominalismo, nominalismo pictural da avant-garde e kitsh.
    La critique c’est chic.

Os comentários estão fechados.