Onde está o Wally?

Alegre termina o dia em Lisboa com um comício no Coliseu

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

17 respostas a Onde está o Wally?

  1. Renato Teixeira diz:

    Eu vejo dois, mas falta o principal.

  2. João diz:

    Não estará outra vez fora do país? Identifico apenas os futuros primeiro ministro e secretários de Estado da Justiça e do Tesouro.

    • Carlos Vidal diz:

      E agora pergunto eu:
      Como é que estes tipos todos escaparam a uma valente carga policial???

      • Renato Teixeira diz:

        Pelo que se vê na televisão eram menos do que os da manifestação anti-capitalista no dia da greve geral.

        • Carlos Vidal diz:

          E a porrada, pá, como é que esta esquerda revolucionário e emancipadora escapou à costumeira porrada capitalista??
          Gente sem medo, é o que é!

          • Renato Teixeira diz:

            Até a polícia e o exército estão com a sua revolução. Soldados Unidos Vencerão.

          • Carlos Vidal diz:

            Bom, já percebi – vou mas é prá caminha:
            a polícia, a força aérea, o exército, tiveram foi medo deste batalhão de vozes que ninguém calará, destes lutadores infatigáveis, deste rostos do novo mundo. Tudo aqui é novo e energético. Imparável.
            E quem é aquela figurinha que segura o bardo pelo braço para que ele não fuja, ele que nunca foge e a ele ninguém cala?
            Refiro-me ao tipo dos óculos.
            É um antigo presidente ou sócio do Belenenses?
            (Nem sei porque me fui lembrar disto agora, desse clube cá da cidade.)
            Inesquecível Brigada do Reumático.
            (A que “loja” pertence o tipo da mão no braço do outro ?)

  3. Cumpri meu dever. Tu ganas.
    Confirma-se a acusação dos idos de 70 que atribuía à CIA a génese e irrompimento do MRPP e PS, aqui, finalmente em alegre conexão.
    A imagem da postagem referida ao prémio Luhuna, doi-me, como a dôr do mundo ofendido.

    • Carlos Vidal diz:

      Muito bem, grande Jecta, excelente regresso o teu.
      Agora, não te quedes pela Palmeira – tens de vir aqui de 2 em 2 horas: há sempre notícias frescas.
      Quanto a 75, eu aí tinha idade, de facto, para ser enganado pelo Arnaldo.
      E fui.
      Pronto.

      • Carlos Vidal diz:

        E, entretanto, continuo intrigado com a lourinha fofa da direita.

        É da direita??
        Ora, nesta União da Nação (Nacional), tudo é possível.

        Se calhar a senhora é apenas uma humanista.

  4. Ah! E a LCI e o PSR também irromperam e surgiram em epifania do mesmo.
    Ora ora, sempre os mesmos e mais do mesmo, pois serão os confrades do avental e a aestésis da platinada da coxa grossa que fazem baixar o score do grande edmundo burke ou bardo ou lá o que é. A união íntima do fundo, da forma e da fileira, a adequação recíproca dos trés elementos e a sua perfeita harmonia constituem o centro da sátira. Bye, bye bilogo, bardo e tantras da mão esquerda.

  5. E falta dilucidar aquela do A Badiou Tango de Evelyne Pieillier do grande aborrecido, surgido nas bandas do Le Mundinho traduzido e adaptado, inseparável da sociedade que o gera, não como ilustração ou reflexo, mas como expressão do real concreto do pastiche espontâneo.

Os comentários estão fechados.