No próximo domingo, todos seremos Francisco Lopes!


No próximo domingo, todos seremos Francisco Lopes. Votamos na esquerda que não engana. Votamos num projecto que confia no povo, nos trabalhadores e no país. Votamos na candidatura que não renega a greve geral, que condena o Orçamento de Estado e, principalmente, que frente à radicalização das opções políticas e económicas de direita apela ao endurecimento da luta dos trabalhadores.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

13 respostas a No próximo domingo, todos seremos Francisco Lopes!

  1. Desculpa lá, Bruno, mas apesar do seu ar soissantehuitard. dos meus quatro anos e qualquer coisa (“nous sommes tous des juifs et des allemands”), o título e o discurso acaba por lembrar mais um outro tipo de criticados naquele opúsculo do “Radicalismo pequeno-burguês de fachada socialista”.
    Não é que a coisa seja inédita ou pouco recorrente por esta nossa tasca; mas, dado o empenho comunicacional demonstrado, sugiro modesta e fraternalmente a releitura.

  2. oberon diz:

    é como o algodão, a esquerda que não engana…

  3. maria monteiro diz:

    partilhei para que muitos mais possam ser no próximo domingo Francisco Lopes

  4. paradise café diz:

    gostei particularmente da criança lourinha a abanar a bandeira da pátria lusa ( apenas uma das várias dezenas abanadas neste filme). Gostei também de ver a cara de uma camarada alentejano de longa data, o pauzinho, que encontrei há uns bons anos a colocar e a admirar um poster do estaline no pavilhão de apoio da jcp na festa do avante: estou decidido, Chico a presidente!

  5. puffypuffs diz:

    epá isto é o tempo de antena?

  6. PP diz:

    e aquele marmanjo que costuma escrever sobre música vai votar ou não votar em quem? ele é que eu gostava de saber.

  7. Fernando Valente diz:

    A campanha de Francisco Lopes tem repercussão nos meios de comunicação alternativos da República Bolivariana da Venezuela:
    http://www.aporrea.org/internacionales/n173249.html

  8. Vicente de Lisboa diz:

    Hepa, eu não serei, mas desejo-lhe o melhor.

    Só fico com pena duma coisa – uma campanha tão boa como a do Chico Lopes, se fosse feita pelo Jerónimo ou pelo Carvalho da Silva, até podia ficar à frente do Alegre. Até um neo-liberal do PS gosta mais desses dois do que do Candidato Oficial do BE.

  9. Consequências da [di]visão do trabalho político no plano da luta simbólica [penso que é disso que se trata no título da posta] pela hegemonia – se a esquerda sair derrotada no próximo domingo os planos da luta simbólica e da luta material nos espaços não capitalistas do trabalho político incitarão uma nova visão,agora sem o prefixo…

  10. Marota diz:

    Eu voto na Carochinha e no João Ratão.

  11. João Valente Aguiar diz:

    Francisco Lopes, the man! Sem dúvida!

    Abraço camarada

  12. luis vasques diz:

    a vossa “sorte” (o nosso azar!) é que é muito pouco provável .. porque senão iam mesmo ter que engolir o sapo alegremente ..

  13. joao rocha diz:

    força francisco , conta comigo

Os comentários estão fechados.