Éramos p’ra cima de um milhão de moradores sem eira nem beira

Hoje há mais uma sessão do Ciclo de Documentários As Cidades e a Construção Informal, organizado pelo Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES) do ISCTE. Às 18h30, na Casa da Achada, passa Paredes meias, de Pedro Mesquita e às 21h30 passa Operações SAAL, de João Dias. A entrada é livre.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , . Bookmark the permalink.

Uma resposta a Éramos p’ra cima de um milhão de moradores sem eira nem beira

  1. Santiago diz:

    “Operações SAAL”,para quem não acredita em utopias ou pensa que elas representam o inantingível,esta operação levada a cabo no PREC ajuda a perceber que as utopias são lugares de fronteira que marcam o limite da vontade de uma determinada sociedade num determinado tempo. Pois bem,nesse determinado tempo nessa determinada sociedade um grupo de pessoas decidiu alargar o espaço de fronteira,matando aquela utopia, (habitação) tornando-a real…

Os comentários estão fechados.