CUNHAd@s

O país das cunhas não surgiu de um momento para o outro. Os boys são uma criação do bloco central, um regime tentacular que se conseguiu ir instituindo em Portugal. O socratismo (dos Varas, Coelhos ou Rui Pedro Gonçalves e afins), nunca teriam conseguido chegar ao poder se não tivessem crescido em ambiente fértil: o cavaquismo (dos Loureiros, Oliveira Costa e afins). Por ironia do destino a CUNHAda de um teve as mesmas vantagens do CUNHAdo do outro.

Cunhada de Sócrates é assessora na EPAL
A EPAL, empresa pública tutelada pelo Ministério do Ambiente, contratou em Junho deste ano, já em plena derrapagem das contas públicas, a cunhada do primeiro-ministro para assessora do conselho de administração. A admissão de Mara Mesquita Carvalho Fava, irmã de Sofia Fava (ex-mulher de José Sócrates), nos quadros da EPAL ocorreu após quase dois anos como trabalhadora da empresa a recibos verdes. A cunhada de José Sócrates terá um salário mensal bruto de 2103 euros, acrescido de 21,5% do ordenado por isenção de horário de trabalho.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 respostas a CUNHAd@s

  1. Tiago, vai ter que recuar mais um bocadinho, o século XIX tuga (com quase cem anos de guerra civil em cima) era o reino da cunharia, das aldrabices, dos favores a correligionários, valia tudo.
    O povinho a ver passar, a burgusia, os nobres e a landed gentry a servirem-se desalmadamente, uma vergonha.
    Eu não gosto muito (a verdade: detesto o gajú , ódio de estimação desde os tempos do café VáVá…) do marido da Constança Cunha e isso, mas não me impede de reconhecer que o referido é um dos maiores especialistas no século 19 português, e o que ele relata/conta/documenta é de ir às lágrimas.
    Não me admirava que viesse detrás: pergunte ao Bernardo V. e S. (ex-director da Torre do Tombo posto lá pelo José Mattoso) muito mais ex-colega do Chico Loiça naquele grupinho trotska ridículo que eles tinham, ele é especialista creio que no século 14 ou 15 tuga, e o que ele dix também não é muito abonatório.
    A coisa vem detrás estes tipos de hoje são apenas os herdeiros… classe dominante, o povo olha e segue o exemplo, contaminação.
    🙁
    O que não os desculpa nem os legitimiza evidentemente, dá é para perceber donde akilo vem… isto antes de lhes enfiar uma cacetada na cornadura que estão a merecer há muito.

  2. É uma pena que o artigo recortado de um jornal não venha acompanhado com identificação da fonte informativa, por razões obvias.

  3. Este artigo foi colocado por mim há mais de uma semana no facebook, pouco me importando a procedência uma vez que o jornal já não existe.

Os comentários estão fechados.