Uma questão política que gostaria de ver esclarecida

Não terá havido entrevista a Francisco Lopes em que, depois das inevitáveis perguntas sobre a actualidade política em Cuba, China e/ou Coreia do Norte, não venha a questão:
– Pensa que o PCP estará disponível para apoiar Manuel Alegre na 2ª volta das eleições presidenciais?
A pergunta repetida até à exaustão já fez com que o próprio candidato Manuel Alegre ensaiasse a resposta com a enamorada afirmação:
– À esquerda, nunca faltou o voto comunista para derrotar o candidato da Direita.
Curiosamente, a natural pergunta invertida nunca foi colocada a Alegre:
– Pensa que o PS (e, porque não, o BE) estará disponível para apoiar Francisco Lopes na 2ª volta das eleições presidenciais?
E se é verdade que um e o outro cenário, apesar das visíveis perdas de Cavaco nas últimas semanas, parece longínquo, a segunda questão teria bem mais interesse para a definição de campos ideológicos e projectos políticos que se confrontam. Como vozes de burro às vezes chegam ao céu, aqui fica a sugestão desta singela pergunta a ser feita a Manuel Alegre, Sócrates ou Louçã: Num cenário de 2ª volta entre o candidato de direita Cavaco Silva e o candidato Francisco Lopes, ao lado de quem estaria Alegre, o PS ou o Bloco de Esquerda?

Também publicado aqui.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

32 respostas a Uma questão política que gostaria de ver esclarecida

  1. E de que lado estaria o PCP, caso Fernando Nobre fosse à 2ª volta?

    • Tiago Mota Saraiva diz:

      No lado certo: com Francisco Lopes.
      Fora de brincadeiras JMF, durante a campanha, tenho perdido grande parte do respeito político que tinha por Fernando Nobre. Aquela história de não ser de direita nem de esquerda e forma subserviente como trata Cavaco (por oposição à forma arrogante como tratou FL) deixam-me desconfiado.
      Agora devolvo-lhe a pergunta.
      De que lado estaria Nobre caso Francisco Lopes passasse à 2ª volta com Cavaco? De qualquer forma, acho que este caso Nobre já deu bastantes sinais de que lado estaria.

      • Carlos Vidal diz:

        Ora, ora, o pior e mais ridículo é que este Fernando Nobre não só não é de esquerda nem de direita, como também não é nem republicano nem monárquico.

      • Nobre estaria do lado que bem entendesse: o voto é livre. Eu votaria no candidato do PCP.

        Nobre esteve com a greve geral e contra o orçamento/Sócrates é da sociedade civil, humanista e actor contra a fome e a pobreza, se para ele os conceitos esquerda/direita não fazem sentido, são ideias dele e que mostram que pensa pela sua cabeça.

        Apoiar Nobre não quer dizer estar a 100% com o candidato.

        Francisco Lopes é o candidato nomeado pelo comité central do PCP para fazer política do partido, trocou a bandeira da CDU pela que diz Francisco Lopes, paga pelo seu partido. Ele não está na campanha para ser PR, obviamente!

        • Tiago Mota Saraiva diz:

          JMF, nem um declarado apoiante de Nobre põe as mãos no fogo sobre se o seu candidato se manteria à esquerda.
          Essa do Francisco Lopes ser o candidato do Comité Central também é muito boa. É um argumento político tão válido como afirmar que Nobre é o candidato da Fundação Mário Soares. Aliás, o que parece ser muito interessante é que “o candidato do PCP”, apesar de ser “do aparelho” e “futuro secretário geral”, declara que irá gastar menos dinheiro na campanha que o candidato Nobre, o independente.
          Não lhe provoca qualquer estranheza?

  2. JDC diz:

    “Pensa que o PS (e, porque não, o BE) estará disponível para apoiar Francisco Lopes na 2ª volta das eleições presidenciais?”
    Esta pergunta faz tanto sentido como perguntar ao Paulo Portas ou ao Pedro Passos Coelho se estariam disponíveis para apoiar José Manuel Coelho numa segunda volta contra um adversário da esquerda…

  3. Koshba 666 diz:

    É pá isso não interessa.Falem mas é do ganda jornalista de causas Carlos Castro,q vamos todos votar cavaco(ou será SLN?k confusão) para omenagear tal figura do jetsete!

  4. votaria Francisco Lopes… claro e óbvio!

  5. Paulo Jorge Vieira diz:

    Falo por mim. Quanto a essas insiituições acho que deveriam apoiar numa segunda volta o candidato de esquerda!

    • Tiago Mota Saraiva diz:

      PJV, não duvido que essa seria a tua escolha. Contudo, convirás que a questão é importante para ajudar a definir o espectro ideológico que apoia Alegre.

  6. Renato Teixeira diz:

    Tens razão na formalidade da pergunta mas na prática todos sabemos que só Alegre pode passar à segunda volta. Por isso a alternativa, acaso lá cheguemos, é entre votar a direita radical ou na direita moderada. A esquerda ficará orfã de candidatos pois o primeiro dará a vitória ao Cavaco e a segunda ao Sócrates. Chamar esquerda a isto é um claro desvio freudiano que infelizmente não muda o carácter do PS.

  7. Camarro diz:

    Alegre esteve muito bem acompanhado no seu dia de campanha, hoje, no Montijo. Aquele “boy” Secretário de Estado da Segurança Social, popular por estas bandas, que há uns dias se gabava de ter poupado 5 milhões em RSI e SSD. Vergonha! Como é que eu posso votar, numa eventual segunda volta, num candidato apoiado por uma personagem destas? Jamé!

  8. Francisco teria nesse caso acumulado o maior número de votos contra cavaco e isolado-se no comando e só no calor da luta é que se iria ver quem desistiria ou passaria para o adversário!

  9. Rui Manuel diz:

    Como ex-votante do BE só me resta votar no único candidato que não é de direita: Francisco Lopes.Que afinal de contas é o melhor candidato em presença.

  10. António José diz:

    Só um lunático acredita que haverá uma segunda volta nas presidenciais. Depois das noticias de ontem e hoje sobre a mais que certa vinda do FMI, votar à esquerda é algo que não passa pela pela cabeça da grande maioria dos portugueses. Votar à esquerda é passar um cheque em branco áqueles que, nos últimos meses, nada mais tem feito do que meter as mãozinhas nos bolsos dos mais desfavorecidos.

    • Tiago Mota Saraiva diz:

      António José, só um lunático não percebe que o FMI já cá está!

    • Camarro diz:

      Só um lunático é que pode afirmar que é a esquerda que está no poder.

    • O que é que terá a esquerda, real, a ver com o FMI?
      No tempo de sá carneiro, como ministro das finanças, quem trouxe o FMI e uma revisão constitucional que só serviu para retirar direitos aos trabalhadores e colocar as bases do neoliberalismo na própria constituição?? O PCP?? Não, o cavaco. Pois é…

  11. Paulo Guerreiro diz:

    Eleição Presidenciais para mim é o lavar de roupa suja entre os principais candidatos Cavaco e Alegre. Será que é bom para a nossa Democracia ?Claro que não! O tempo que os candidatos vão lavando roupa suja sobre coisas que cabe a justiça resolver e não aos políticos. O BPN e BPP são casos de gestão criminosa cabe a justiça resolver. O que é da Justiça é da Justiça, o que é da Política é da Política. Os candidatos a Presidência da República tem valorizar a República, o que é um Presidente, qual os seus poderes e falar sobre os problemas reais do país são desemprego, pobreza e situação económica e financeira gravíssima esta a passar o país. Como estes candidatos quer ser Presidente da República só falam em levar de roupa suja, e o actual Presidente e recandidato valia passar de palavras a acções, o que faz no 1º mandato e o quer para o 2º mandato. Só dois candidatos tem falado dos problemas actuais do país mas pouco. Queremos um Presidente para o povo português; um Presidente realista e um “Presidente hora esta para norte ou sul é conforme o vente “ Já que a pré-campanha Presidencial foi o lavar de roupa suja. Agora vamos ver como sarar o arranque oficial da campanha Presidencial começa hoje, se não estamos perante abstenção recorde falte ideias, propostas é meu medo! A nossa Democracia esta em perigo, porque os portugueses levem desconfiar de uma classe política sem rume sem qualquer de visão de futuro para o nosso país. Espero que o tempo não volte atrás!

  12. Carlos Manuel Vitória diz:

    Caros participantes:
    Pensem nos epítetos que dei a cada um dos seis condidatos e, se algum fizer sentido nas vossas intenções, votem.
    ALEGRE – “O LÍRICO”
    CAVACO – “O MODESTO”
    COELHO – “O DESALINHADO”
    DEFENSOR – “O POLÍTICO”
    LOPES – “O VERMELHO”
    NOBRE – “O VOLUNTÁRIO”
    OldLírico

  13. mpi diz:

    Analisem e vejam quem será melhor. Vejam pela europa fora quais são os partidos que ainda resistem. Todos os pseudos regimes de esquerda vejam o que deram. Tenho vergonha de reconhecer que desde 1974 os nossos governantes não fizeram o que deviam. Analisem a nossa história contemporânea. E eu sou filho e neto de antifascistas. Neste momento em quem votei e depositei esperanças… São todos iguais.
    Antes era só cunhas e lei da rolha. Agora digam-me que melhorámos. pergunto eu, em quê.
    Mudou a trampa mas as moscas e o cheiro é o mesmos.
    Está na altura de mostrar aos nossos políticos, alguns andam lá deste 1974, que estamos fartos deles.

    • Cardeira diz:

      Oh MPI, e que fazes ou tens feito para alterar este tipo de coisas, não tens convicções políticas pessoais? Se para ti é tudo igual, como te consideras politicamente na qualidade de cidadão? Eu tenho convicções polit. próprias que estão mais próximas de um partido e, como me considero pessoa séria e idónea, não vendo o mundo só para mim, entendo que nos partidos também há, mais nuns que noutros. Razão pela qual, desde o 25 de Abril, sempre descarreguei meu voto e ainda não me senti desiludido. Temos que ter capacidade de análise própria para escolher-mos em consciência, de acordo com n. princípios. Pelo que dizes, deixas que os outros façam por ti. Não, temos que andar bem atentos. Essa tua atitude, igual a milhares doutras, continua a deixar espaço para que esta corja de políticos que têm arruinado o país e n. vidas, continue a fazer o mesmo de sempre. Há que cortar com isto tudo, e o voto pode ser uma arma poderosa, basta perder-mos alguns preconceitos e escolher-mos os polít. que continuam a dar
      provas de grande nobreza.

  14. domingo diz:

    sou de esquerda, cavaco é a direita (os ricos, os exploradores) e a santa sé, não votei nem votarei nele. Mas nao votarei em nenhum candidato. Alias nem tenho votado ! Não tive medo que cavaco ganhasse. Agora ainda menos. Para mim comparo esta dinamica á rivalidade, falsa, entre porto e benfica. Não obstante, aplaudo a pergunta que o post coloca. E nao alcanço se tais duvidas e ou dilemas favorecem ou mais fragilizam a unidade á esquerda.

Os comentários estão fechados.