Pelo capitalismo fofinho


Luís Fazenda contra o “capitalismo selvagem” apela ao apoio a Manuel Alegre. E se for capitalismo fofinho, pode ser?

O social-democrata Luís Fazenda mostra-se muito preocupado com as posições do PCP acerca da China. Depois do comunicado do Partido Comunista da Grécia (KKE), onde se condenou o sistema chinês, Luís Fazenda pergunta que fará o aliado português do KKE. São questões importantes que, certamente, serão aprofundadas no seio do Partido Comunista Português. Contudo, o dirigente do Bloco de Esquerda usa-as como arma de arremesso contra o PCP. Acusando a China de ter um sistema capitalista, procura a contradição onde não a há. As declarações de Francisco Lopes citadas pelo próprio Luís Fazenda denotam-no.

Na verdade, a única contradição é a do social-democrata que há meses acusava os seus companheiros de mentir quando diziam que o Bloco de Esquerda ia apoiar o mesmo candidato que o partido do governo, do Orçamento de Estado, dos PEC’s e que esteve contra a greve geral. Com a voz crispada, Luís Fazenda assegurava que não. Agora é ver a quantidade de vídeos com montagens das suas declarações contraditórias.

Só os oportunistas é que não se incomodam com a humilhação. As palavras podem mascarar muita coisa mas são os actos concretos que trazem a verdade à tona. E a verdade é que a UDP e o Bloco de Esquerda estão de mãos dadas com o partido que representa uma boa parte do grande capital. Os trabalhadores conscientes sabem que nunca poderão votar em Manuel Alegre.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

24 respostas a Pelo capitalismo fofinho

  1. este gajú entretanto tirou um curso e é profe. ?
    A minh’alma está parva, «isso» no meu tempo era um funkionário qualquer dakilo e tenho ideia que nem o secundário tinha.
    Pelo visto, as coisas mudam.
    O tipo é a sombra/UDP do Chico Loiça ?
    ‘Tadinhos…

    🙁

  2. xatoo diz:

    gira sempre tudo em volta do “partido socialista” como se esta entidade fosse um animal eterno e imutável. Do que se trata é de fazer implodir a clique neocon que fez o contrato de regime com as hostes de Cavaco – Portanto, está na hora de engolir o sapo Alegre… ou será melhor para a esquerda puríssima da silva continuar a levar com a mesma Múmia em Belém e com as ondas de choque na economia dominada pela sua clientela?

  3. Atenção quando eu estive lá p’ra esses lados havia uns três (ou quatro) KKe’s – partidos comunistas, o que valia era que metade dos gajús , de qualquer um deles , falavam ou inglês ou alemão ou italiano, porque grego eu bem tento mas akilo é semi-imcompreensível.
    Só sei dixer uma meia dúzia de coisas, género “por favor”, “muito obrigado”, “um copo de água” e há “quartos para alugar”.
    Com isso um gajo safa-se…

    😉

  4. Pascoal diz:

    Onde é que eu li isto?

    Em 1949 – A maioria dos intelectuais acreditava que o comunismo salvaria a China

    Em 1969 – Os mesmos intelectuais acreditavam que a china (com sua revolução cultural) salvaria o comunismo (que, após Estaline e a primavera de Praga, finalmente começou a ser desacreditado como ideologia)

    Em 1979 – Deng Xiao Ping percebeu que somente o capitalismo salvaria a China

    Em 2009 – O mundo inteiro acredita que somente a China pode salvar o capitalismo

  5. flash gordon diz:

    Capitalismo fofinho é o Francisco Lopes defender hoje os despedimentos em Cuba porque estão a investir nas PMEs?

    • Bruno Carvalho diz:

      Não houve muito tempo para explicações mas creio que o Francisco Lopes queria vincar essa contradição entre um país que apoia as PMEs e outro que as aniquila.

    • gg diz:

      porque não há despedimentos em Cuba. Cuba continua a ser dos poucos países onde o desemprego é e continuará a ser zero!

      • André diz:

        Pois continua a ser zero… Zero + 20%-25%. Só alguém muito tontinho acredita que toda a gente em Cuba tem emprego!

  6. miguel serras pereira diz:

    Mas já poderiam os “trabalhadores conscientes” (que suponho que para si sejam, por excelência, os do PCP ou por este liderados) votar em Mário Soares, se este se tivesse recandidatado e chegasse à segunda volta? Como fizeram da outra vez? Porque Alegre é mais reaccionário do que Soares? Porque Cavaco é menos reaccionário do que Freitas? Ou só “porque sim” (como no poema do Cesariny: “Há justos e réprobos porque o Senhor / quis vingar-se de nós porque sim”) ?
    Seu leitor interessado

    msp

    • Bruno Carvalho diz:

      Não participei na discussão sobre o apoio a Mário Soares. Não sou desse tempo. Contudo, parece-me que naquele tempo o PS se distanciava mais do PSD/CDS e, embora isso fosse apenas retórica, a aposta no candidato do PS garantia defender algumas posições em relação ao conquistado na Revolução de Abril. Foi uma opção táctica do momento. Não me vou aventurar a discutir sobre o que teria acontecido se Freitas tivesse conquistado a vitória. Mas sei que o tempo que o capital demorou a destruir a maioria das conquistas de Abril se deveu à resistência do povo português.

      Hoje, não me parece que haja razões para qualquer apoio a um candidato do PS/BE. Cavaco Silva ou Jorge Sampaio, pese as distâncias retóricas, cumpriram com o desígnio de satisfazer a vontade de quem manda neste país. O PS já nada tem a esconder. Caiu-lhe a máscara.

      Acredito que haja muitos trabalhadores que habitualmente votam no BE e que desta vez vão votar no Francisco Lopes.

  7. Pingback: O pecado e o tabu de Francisco Lopes – Pelo capitalismo fofinho mas com os dentes de fora? | cinco dias

  8. Miguel Franco diz:

    Caro Bruno, longe de mim querer defender o Fazenda, tb n votarei Alegre mas certamente votaria caso houvesse segunda volta. A sua questão das contradições e a sua ultima frase(“Os trabalhadores conscientes sabem que nunca poderão votar em Manuel Alegre.”) levanta-me outra questão:

    @s Trabalhador@s conscientes da China podem votar em quem??

    Abrazos

    Miguel

  9. O Miguel Serras Pereira,
    Até parece que não viveu esse tempo. A dinâmica do PPD/CDS na altura era muito mais revanchista. Pretendiam rapidamente liquidar todas as alterações provocadas por aquele pequeno incidente em Abril de 1974. Lembro-me bem de apanhar com alegres apoiantes do professor a fazer a chamada saudação romana, mas devia ser a saudar o inefável Castoriadis, assim com quem cumprimenta a república.

  10. Bruno C., não é mistério do mundo.
    A ideia era mesmo ter ido a muitas partes, p’ra ver como as coisas são, isto depois de ler a porcaria dos livros no diabo da fac.

    Os jovens/as ingleses/as e americanos/as faziam-no mais que nós, encontrei disso aos pacotes em todo o lado.
    Havia uma cagada relativamente barata de seu nome ‘inter-rail’ (comboios, 2ª classe), portanto a gente mexia-se, dessa maneira ou à boleia que isso dantes havia, ia-se a todo o lado, 1 mês de «coisa», ’tá a ver ?

    🙂

    Vcs. agora é que só andam de avião…

  11. Joao A. diz:

    O tempo passou e o miguel serras pereira não deu por isso.

  12. Oh Pascoal ‘ atão vossa mercê não sabe que o nome do home tambémsignifica (em chinox-mandarim) rôlha de garrafinha ou algo assim, noutro contexto ? E que o fulano era ridículamente minorca ??
    E que foi bárbaramente torturado/humilhado na fase Révo.Cul.dans .la.Chine.Pop ???
    E que quando rescuscitou lá de onde estava inventou akelas (tradução muito livre)
    «Estou-me a marimbar p’rá cor do gato desde que cace ratos» e «Enriqueçam-se faxavôr que senão isto tudo vai à m#$%&» .
    O kamarada Deng (Teng?) era um daqueles anões cheio de esperto no cabecinhola…

    Sévui fatsai teh -i-tehk pok chong !
    É cantonês e não vou traduzir…

  13. rms diz:

    Também sobre a Grécia e o KKE, o BE ganhava mais em ficar calado: http://www.marxist.com/portugal-bloco-esquerda-votes-greek-bailout.htm

    • Bruno Carvalho diz:

      Excelente recordação, rms. O Bloco de Esquerda ao lado das burguesias europeias. E o Fazenda a abrir os braços qual Leonardo di Caprio. Que tenha é cuidado porque quando o navio for ao fundo, vão todos juntos.

  14. koshba diz:

    Eu vou votar no Francisco Lopes e na 2ª volta vou votar em branco,pq já não engulo sapos,se não quiserem olha,que se fodam.

  15. Gracias rms, não sabia da existência desses.
    Excelente artiguinho.
    Added to favs.

    🙂

  16. Bernardino Aranda diz:

    Nuno Ramos de Almeida responde ao Nuno Serras Pereira a dizer que naquele tempo é que o PSD/CDS é que eram de direita à séria, para justificar o apoio do PCP a Soares.

    Já há uns tempos me disse algo semelhante sobre Soares Carneiro – “não queiras comparar a cavaco” – para justificar o apoio do PCP a Ramalho Eanes.

    Já agora: O que dizer sobre o apoio do PCP a Sampaio?

    • Tiago Mota Saraiva diz:

      Bernardino, já agora, com quem estavas tu no início da campanha das presidenciais de 1996? Na altura éramos uns tantos a acreditar que o nosso candidato era bem melhor que o Sampaio.

    • Não consigo perceber-te, ó Bernardino. Achas que as candidaturas de Soares Carneiro e de Freitas do Amaral não eram bastante mais revanchistas e perigosas que a re-candidatura de Cavaco? É isso que garantes? Eu como já tinha idade na época, não tenho essa certeza alegrota.
      O interessante é que o teu ponto de vista se baseia num cenário que não vai acontecer, o PCP já deu a entender que a haver segunda volta , votará no candidato de esquerda melhor colocado. Era interessante exigir igual clareza aos apoiantes de Manuel Alegre.
      Do meu ponto de vista, é normal votar numa segunda volta no candidato mais à esquerda. Sampaio foi o melhor deles todos. Não consigo entender é que como , à primeira volta, haja alguém sério de esquerda que vote no candidato apoiado por Sócrates. Mas, tu certamente me explicarás como o Sócrates é fixe.

Os comentários estão fechados.