Uma pequena contribuição para ajudar a combater a crise

Um hábito muito francês de fim de ano é a publicação de “bêtisiers”: compilações de “lapsus linguae” ou de declarações particularmente divertidas ou ridículas de personagens públicas. Na edição deste ano correspondente à câmara municipal da cidade onde habito (Boulogne-Billancourt) descobri este interessante debate sobre uma taxa municipal aplicável aos hotéis que pode dar aos nossos governantes ideias para uma nova fonte de receitas que permitirá, seguramente, resolver alguns problemas do orçamento de estado:

РLes Boulonnais ne vont pas dans les h̫tels de la ville
– (ricanements)
– Vous avez vraiment l’esprit mal tourné. Si des Boulonnais y vont pour ça, c’est normal qu’ils paient la taxe, ils sont en faute.

Tradução livre :

РOs Bolonhenses ṇo ṿo aos hot̩is da cidade
– (risos)
– Vocês têm o espírito deformado. Se os Bolonhenses vão para isso é normal que paguem a taxa, estão a fazer uma asneira.

Será que alguém pode dar, ao ministro das finanças Português, a ideia de criar um imposto dobre o adultério? Tenho a certeza que o rating soberano subia imediatamente.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 Responses to Uma pequena contribuição para ajudar a combater a crise

Os comentários estão fechados.