leituras…

Ao falar às mulheres, Cavaco fez-lhes um elogio. Pela sua participação cívica na vida da comunidade? Não. Pelo papel crescente que vão tendo nas empresas, na Academia, na cultura, na política? Menos ainda. O elogio foi para as mães, esposas e donas de casa. Por cuidarem das crianças e fazerem milagres com o apertado orçamento familiar.

Quando Cavaco Silva fala o tempo anda para trás. Revela-se o líder paternal, que trata, com a serenidade dos homens ponderados, das coisas do Estado. Vigilante, protege-nos dos excessos. Nunca debate, porque o debate poderia dar a ideia de que ele navega nas águas sujas da polémica democrática. Ele é o consenso. Apesar de tudo o que sabemos, representa a honestidade no seu estado mais virginal. E para ser mais honesto do que ele qualquer um teria de nascer duas vezes e, supõe-se, duas vezes escolher Dias Loureiro como seu principal conselheiro político. A cada acusação responde sem resposta, porque ele está acima da crítica. A crítica a Cavaco é, ela própria, uma afronta à Pátria.

Mas o tempo volta para trás não apenas no olhar que tem de si próprio, mas no olhar que tem do País. Nesse País está, no centro de tudo, a família. E no centro da família está a mulher. Não a mulher que tem uma vida profissional relevante e é uma cidadã activa e empenhada. Mas a esposa e a mãe. É ela – quem mais? – que cuida dos filhos e gere as finanças domésticas.
(também aqui)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

6 respostas a leituras…

  1. Pingback: leituras « Paulo Jorge Vieira

  2. Koshba 666 diz:

    O cavaco é um ganda palhaço com amigos NADA RECOMENDÁVEIS.O fulano é assim como uma espécie de salazar não rouba MAS,DEIXA ROUBAR!!!Daí temos personagens com uma textutra moral dum dias loureiro,joaquim coimbra,joão rendeiro,oliveira(e-a cagança é tanta q este labrego saído do lodo quiz dar uma de brazonado para realçar a importância no roubalhanço institucional),pra passarmos à casa pia com os euricos de melo,o outro gajo q foi ministro da saude e empregado dos mellos.Como vemos ,não é só o ps do vendedor de armas ao savimbi esse racista dos sete costados.Mas,enfim, a fibra colectiva é fraquinha e todo o cabrão,todo o xico-esperto e todo o paneleiro com a voz bem colocada temquorum,por parte duma massa cerebral acritica,supersticiosa q se confunde como religiosidade(então pq é q crentes de Moisés:7ºMandamento:não matarás!!! são os q se voluntariam para irem para o Afeganistão,esse narco-estado amigo , sustentado pelas democracias superiores q tb assessorizam o BondSteel,oops!o kosovo entreposto dos órgãos humanos frescos…).A limpeza tem que ser feita no estado CORRUPTO,não é oh cavaco?!de quem és um substracto desta camarilha.Queria mandar o sr presidente para a puta que o pariu e,é isso que farei nas eleições e,se isto fosse um Estado de Direito, ele e a camarilha dele partilhada pelo partido da súcia estariam fodidos atrabalhar algures nos campos,pq este país preisa de produção e de comprar menos ao estrangeiro.De carro,só se foose de bois(bóis?)

  3. Koshba 666 diz:

    Bófias que lêem estas postas:deviam reflectir e ver q estão a trabalhar pra um Máfia e que são pagos pelo dinheiro do POVO!!!! para estarem a proteger bandidos e esse é o papel dos SICÁRIOS,gente mais baixa não há.Já apanharam o dias loureiro?não?atão pq estão a armarem-se aos cágados,se um filho da puta se esgueira sem lhe poderem(ou não quererem….)tocar?

  4. Koshba 666 diz:

    ‘I refuse to “normalize the unthinkable.”

    Here’s a list of stats that I am sure you are already extremely sick of hearing, what we have already passively accepted as “the new normal,” some new ALL-TIME RECORDS for you:

    3 million families foreclosed upon;
    30 million people in need of employment;
    43 million people on food stamps;
    52 million people in poverty;
    59 million people without healthcare;
    239 million living paycheck to paycheck;
    $144 billion in Wall Street bonuses;
    $13 Trillion in investible wealth within 1% of US population.
    Ask yourself this question: How sick and depraved of a society do you have to live in to get an outcome like this? ‘
    http://www.globalresearch.ca/index.php?context=va&aid=22519

  5. JPV diz:

    O Cavaco não vale um cavaco, mas estas interpretações esquerdistas também valem muito pouco. Não consegue deixar de ser tendencioso, pois não?

  6. Independentemente de discordar de algumas coisas que vai escrevendo o Daniel Oliveira (tudo o que se refere a Alegre, por exemplo, ainda para mais atendendo à posição de 2006), tenho de admitir que este texto acerta na muche e denuncia, de forma eficaz e irónica, o que é esta figura inenarrável chamada Aníbal Silva.

Os comentários estão fechados.