A propósito de um post (por assim dizer), em baixo, que nos chama a atenção para os infortúnios de um senhorio bufo

Convém esclarecer o angustiado autor do post (por assim dizer) do seguinte:

– O IMI é um imposto que é pago em função do valor patrimonial elaborado pelos serviços de Finanças, concretamente, incide sobre o valor patrimonial dos prédios; logo, confrontá-lo com o valor de uma renda mensal de um inquilino (que pode perfeitamente ser “baixa”, na opinião do senhorio!, enquanto o valor do prédio é elevado) ou valorizar a voz de um senhorio bufo, não faz sentido e é tremendamente desadequado – para já, fico-me pela ironia. Até porque, “livrando-se” o senhorio daquele inquilino (o que certamente deseja, seja de que maneira for, e isso ele não esconderá por certo), suponhamos, a renda pode aumentar arbitrariamente para 250 ou 300 € mensais, como se sabe. O que daria depois uma coisa como: 300 x 12 meses = 3600 Euros (Ano). Aí, por certo, o senhorio esfregaria as mãos e não bufaria. Esfregaria as mãos, não bufaria nomes, não teria o apoio de um “blogger” desta casa, e até desejaria ultrapassar os 300 €, claro, para 400, 500 ou 600€ !!

De qualquer modo, quer o angustiado autor do post, quer o senhorio, podem recorrer a:

ALP - Associação Lisbonense de Proprietários
Concretamente:
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

6 Responses to A propósito de um post (por assim dizer), em baixo, que nos chama a atenção para os infortúnios de um senhorio bufo

Os comentários estão fechados.