A tragédia do capitalismo


Hoje, Adrian Sobaru atirou-se das galerias do parlamento romeno sobre as bancadas. Não foi tanto um salto de felicidade pela democracia de Teresa de Sousa. Adrian Sobaru tinha uma t-shirt que dizia “tu mataste o nosso futuro” e protestava contra o corte dos apoios aos deficientes, entre os quais está o seu filho. Antes de se atirar gritou: “Tiraste-nos os direitos das crianças”. Já no chão ainda teve força para dizer “liberdade e justiça”.

Maravilhas do capitalismo.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

43 respostas a A tragédia do capitalismo

  1. Olaio diz:

    Mais uma historia de natal, no maravilhoso capitalismo.

  2. Morte aos Mercados diz:

    Graças ao Capitalismo, a Roménia é hoje uma das maiores fábricas de putas e indigentes. Viva o Capitalismo…

  3. Renato Teixeira diz:

    Bando de pulhas! A barbárie, se não for evitada, vai ser feia. Muito feia. Quanto à de Sousa, diferente do de Miranda, classifica o processo de restauração capitalista a leste com as meigas palavras de “restauração democrática”. Tal como mandam os comunistas viver para Cuba também esta espécie de gente devia ser obrigada a viver, vá la, uns dias, em cada canto do mundo para onde foram “restaurar” as suas ditaduras.

  4. JDC diz:

    A última frase é inqualificável: ingenuidade? crueldade? Nos regimes comunistas não existem dramas humanos? Não existem pessoas em dificuldade e desesperadas? Quantas histórias de natal existiram para contar nos gulags, esse maravilhoso local comunista?

    • má lingua diz:

      Tás a tripar,ó pulha de merda.É isto o Capitalismo e é-o também o Kosovo estdo traficante de mercadorias,mercadorias essas que são órgãos humanos para encher o cú ao Capital e com o apoo,ora,de quem devia ser,do maior terrorista,os EUA!nâo vais ler isso nos media da liberdade pq são privados das grandes corporações/monopólios mas,p.ex, aqui:
      http://www.globalresearch.ca/index.php?context=va&aid=22486

      Gulags?estás a falar de Guantanamo,ou das prisões na Roménia,Polónia,Iraque,Afeganistão?

      Sabes que mais?vai comentar para o abruto,31 d’armada,para a real puta quet pariu fascista envergonhado q nem coragem tens para o assumir,bárbaro!FORA!!!!!!

    • Bruno Carvalho diz:

      Vá, despeje lá toda a lenga-lenga anti-comunista. Essa tragédia horrível onde os trabalhadores não passavam fome, onde tinham acesso sem os entraves do capitalismo ao trabalho, educação, saúde, habitação, cultura, desporto e transportes. Só acho estranho todas as sondagens mostrarem que tanto o povo romeno, como o russo, como o da Alemanha Oriental dizem que antes viviam melhor. Ou ainda os dados escalofriantes de que o povo russo desde que acabou a URSS tem diminuído de altura de geração para geração e a esperança média de vida decresceu pela primeira vez desde quase meio século.

      • JDC diz:

        Mas que lenga-lenga anti-comunista? Por acaso os Gulag não existiram? E se o regime era assim tão bom, porque é que acabou? Quem acabou com ele? Porque não foi restaurado? E já agora, acredita que na URSS era tudo bom? Não havia coisas mal feitas? Não havia dramas humanos? É assim tão ingénuo?
        E, já agora, vá para o interior do país (e não só) e verá muita gente que também diz que no tempo do Salazar é que era, não havia crime e as pessoas eram de bem… Isso vale o que vale.
        Feliz Natal!

  5. josé Flor diz:

    Pois é. Enviem isto ao Professor Cavaco Silva, Eng. Sócrates, teixeira dos santos e a todos aqueles que, em nome de uma economia melhor (a deles) estão a fazer o mesmo em Portugal que os seus homologos estão a fazer na Roménia.
    Eu, por exemplo, depois de anos de contribuições, fiquei sem subsidio social de desemprego. Enquanto cidadãos estrangeiros, os quais nunca pagaram um avo continuam a receber.
    Viva a eurocracia.

  6. Axo que todos vcs. estais tão obcecados com o capitalismo e as putas que se esqueceram do fundamental: não se trata de uma vítima, nem de um queixinholas (esse epípeto cai melhor a brochelências, que básicamente são umas gargantinhas doidas…) mas de um tipo que põe o corpo inteiro onde estão as suas convicções, sei lá se o que fex foi o mais conveniente para as causas dele, para a família dele etc, uma coisa sei:
    either you put your ‘money’ (meanin’ your whole being…) where your mouth is, or you’re just a bagful of shite.
    Salut !

  7. M. Abrantes diz:

    Post oportunista, voyeurista até ao enjôo, sem o mínimo de respeito pelo tipo que saltou. Bom Natal.

    • LAM diz:

      Tão bonito que o tipo que saltou o fizesse em casa, tipo acidente doméstico, para não borrar as estatísticas da miséria e do desespero, não era?

    • Renato Teixeira diz:

      Que imbecilidade de comentário. De resto, quanto ao “respeito pelo tipo que saltou”, imagina-se que terá feito aquele acto, simultaneamente de coragem e desespero, esperando que os romenos (e o resto do mundo), tivessem a delicadeza, o respeito, de olhar para o lado.

  8. GM diz:

    Dúvida: como é que se conclui que o estado baixar os salários é uma consequência do capitalismo?…

    • má lingua diz:

      Porque o Estado é de classe e da Classe capitalista!Há 2 séculos q descobriram isso e,há 2000 anos imaginaram a matéria constituida por átomos,coisa q ainda muita gente ‘moderna’ não compreende…

    • Bruno Carvalho diz:

      O Estado prefere baixar os salários a taxar as grandes fortunas. Quem manda no governo são os banqueiros, que provocaram a crise. Mas há alguma dúvida sobre isso?

  9. Dalaiama diz:

    Como é que se faz para partilhar isto no FaceBook? Onde está o botão?

  10. André diz:

    Durante a ditadura de Ceausescu não havia suicídios e os romenos viviam todos em harmonia e felicidade… Já se conhece a conversa dos comunas. Que enjôo!

  11. Von diz:

    Trágico e vergonhoso que um homem tenha de usar este gesto de revolta e desespero, para protestar a falta de justiça.

    Trágico e vergonhoso que todos os dias, homens e mulheres tenham de suportar a injustiça e ver desesperados, a fome e o sofrimento nos olhos dos seus filhos.

    Vergonhosa a tentativa de fazer crer, que países como a Roménia, antes do capitalismo, não tinham dramas destes.

    Vergonhosa a omissão acerca de ditaduras onde estas tragédias se repetem: Coreia do Norte, China, Birmânia.

    Vergonhosa uma UE, que permite em pleno século XXI, que crianças deficientes não tenham apoio, que ainda se morra de frio e fome.

    Vergonhosos todos os que utilizam estes episódios, para tudo rotular de direita e esquerda, de capitalismos e outros ismos, em vez de condenar todas estas tragédias, sem olhar à sua origem, em vez de as aproveitar para a cor ou ponto cardeal que lhes der jeito.

  12. a anarca diz:

    Triste, muito triste !

  13. Bruno Carvalho diz:

    Vá, despeje lá toda a lenga-lenga anti-comunista. Essa tragédia horrível onde os trabalhadores não passavam fome, onde tinham acesso sem os entraves do capitalismo ao trabalho, educação, saúde, habitação, cultura, desporto e transportes. Só acho estranho todas as sondagens mostrarem que tanto o povo romeno, como o russo, como o da Alemanha Oriental dizem que antes viviam melhor. Ou ainda os dados escalofriantes de que o povo russo desde que acabou a URSS tem diminuído de altura de geração para geração e a esperança média de vida decresceu pela primeira vez desde quase meio século…

    • Daniel Marques diz:

      Bruno Carvalho: Es um ignorante.
      Vivo na Europa de Leste na fronteira com a Romenia e por casamento parta da minha familia eh romena. Quem diz que no comunismo era melhor eh uma minoria. Mentiras como estas meteriam nojo se nao fossem ignorancia pura. Caro Bruno: Cala-te e nao fales do que nao sabes.

      • Bruno Carvalho diz:

        Hmm..gosto dos insultos anti-comunistas bafientos logo pela madrugada..

        • Daniel Marques diz:

          Nao sao insultos anti-comunistas. Todos os partidos tem ignorantes. No caso do PC o senhor eh um excelente canditato…. Eu pelo menos tenho a decencia de viver aqui no Leste. Quando o senhor tenha a decencia de viver em Cuba ou na Coreia do Norte podemos conversar.

  14. Bruno Carvalho, anda cá perguntar aos romenos que aki estão no village se gostavam do tempo do Ceausecumflexo… bom eles e elas são quase todos moldovos, ou moldávios ou transilváquios ou o que os tenha… vais gostar de ouvir as respostas, amenos que a realidade para ti seja um pormenor insignificante a ignorar, uma vex que a parte d’ela que te interessa está na tua biblioteca…
    🙁

  15. Pingback: Tweets that mention A tragédia do capitalismo | cinco dias -- Topsy.com

  16. Alfredo diz:

    Sr.Bruno Carvalho, dá-se o caso de conhecer relativamente bem alguns dos países do ex-Pacto de Varsóvia.
    Há saudosistas? Há sim. Saudosistas, bom, existem em todo o lado. Há sempre quem goste de chicote em cima do lombo. Por cá também abundam saudosistas do Estado Novo. Pois é.Uma maçada.
    Não tenho nada a ver com os fetiches de ninguém…..desde que não mos imponham.
    No entanto os saudosistas são, como dizer…….muito poucos.
    Gostava de saber de onde v~em essaas tais sondagens, quem as fez e qual a amostra.
    Polónia, ex-RDA (então aqui, ui!!), Letónia, Rep.Checa, Lituânia…..conheço.
    Comunismo? Passam.
    Alguns por lá me dizem que existem mais marxistas na Europa Ocidental do que na de Leste. Entende-se
    Os marxistas (oriundos quase sempre da Burguesia ocidental), no meio das suas tertúlias nos confortáveis “bistrots” do Ocidente quiseram fazer uma revolução em nome dos Proletários e Camponeses. Nunca perceberam que o que os Camponeses e Proletários queriam era não o fim do Capitalismo mas sim o acesso às “benesses” desse sistema.
    Os burgueses seguidores do burguês Marx e do “hiper-burguês” Engels nunca perdoaram esse facto. Nem entendem.

    • Bruno Carvalho diz:

      Caro amigo, eu estou a citar sondagens burguesas. Não estou a citar sondagens comunistas. Ou acha que os comunistas têm dinheiro para fazer sondagens na Roménia? E as sondagens sobre os outros países é só procurar. É amplamente conhecido. Sobre Portugal, não há nenhuma sondagem sobre o fascismo.

      Já sobre as revoluções pensava que elas tinham sido obra dos próprios povos. Ou acha que elas poderiam ter triunfado sem o papel activo da classe trabalhadora consciente?

  17. Alfredo diz:

    Urrah!
    Tive um comentário não publicado!!!
    Incomodava?!
    Antigamente era “exame prévio” agora, mais modernaço, é “o comentário aguarda aprovação”.
    Parabéns.

    • Bruno Carvalho diz:

      Sabe que não estou aqui todo o dia ao seu dispor para aprovar os comentários. Aqui, qualquer um pode comentar, pode é demorar a ser aprovado. Isto aqui não são os seus pasquins de direita.

  18. Alfredo diz:

    “…obra dos próprios povos. ”
    “…papel activo da classe trabalhadora consciente?”

    Está a brincar?! Só pode!

    “…citar sondagens burguesas.”

    ?! LOL!
    Tudo é “classe”.
    A grande maçada (para vocês) é o facto de o “Terceiro Estado” 🙂 ter absorvido (sobretudo no pós-guerra) grande parte do proletariado e dos camponeses. Estes termos, hoje em dia, são completamente anacrónicos.
    Não saiam do séx.XIX, não….

    Ah, e recorde-se: depois de uma crise como esta há sempre………………….uma recuperação e redestribuição.

  19. Miguel diz:

    Nem percebo a vossa persistência em tentar educar este Bruno Carvalho que não passa de um ignorante enclausurado nas suas ideias obsoletas, utópicas e completamente ridiculas no contexto actual de evolução, sustentabilidade e prosperidade.

Os comentários estão fechados.