a rede

As redes transformam-nos. As redes vão mudando o mundo em que vivemos. Viciado como sou em redes dou por mim a não conseguir viver sem esta rede. E de repente dou por mim a adorar os momentos de férias, viagens académicas ou de trabalho em que estou sem a rede…
Este mapa mostra-nos a rede (Facebook) no mundo em que vivemos e mais uma vez uma “estranha” centralidade ocidental está por aqui presente. Pois e que tal pensarmos a coisa a partir da geopolítica?

(também aqui)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 respostas a a rede

  1. Pingback: a rede « Paulo Jorge Vieira

  2. Renato diz:

    As ditaduras são escuras…

  3. LAM diz:

    diz que em termos mais gerais a coisa distribui-se assim,
    http://www.vincos.it/wp-content/uploads/2010/12/WMSN1210.png

Os comentários estão fechados.