Quem ataca a liberdade de imprensa na Venezuela?


Caracazo, 1989. Na Venezuela eram, então, os governos os responsáveis pela falta de liberdade de imprensa.

Se há assunto em que dou razão a todos os inimigos da Venezuela bolivariana é o dos constantes ataques ao trabalho dos jornalistas na pátria de Bolívar. Como se pode aceitar que o governo de Hugo Chávez permita que, de forma constante, jornalistas sejam agredidos no exercício das suas funções?

Neste vídeo, o jornalista venezuelano Jorge Amorín é alvo de várias tentativas de agressão. A repórter fotográfica do diário El Nuevo País não se coíbe de lançar a máquina fotográfica contra Amorín enquanto o insulta e o acusa de ser comunista. Num outro vídeo, podemos observar como a jornalista da principal estação da oposição agride vários colegas na cobertura da chegada de Vargas Llosa ao Aeroporto Simón Bolívar, em Caracas. Já na capital da oposição, em Maracaibo, um jornalista e um operador de câmara do canal juvenil Ávila TV foram corridos a pontapé de um restaurante onde estava o governador Manuel Rosales. Pode ser visto a partir do minuto quatro deste vídeo. Aqui, quando confrontada com as suas próprias contradições, numa conferência de imprensa dada por um representante dos estudantes bolivarianos, mostra-se agressiva e dispara em todas as direcções, chegando a ameaçar um cidadão. Por fim, um último vídeo para exemplificar as dificuldades que enfrentam os jornalistas que não estejam sob a alçada dos media da oposição. No meio de uma manifestação anti-chavista, um repórter é pontapeado e esmurrado enquanto lhe roubam o microfone.

Por isso, não posso estar mais de acordo com Rui Herbon e Fernanda Câncio. Alguém tem de tomar medidas para punir os responsáveis pelos ataques à liberdade de imprensa. Mas não para participar no jogo de mentiras em que andam os referentes venezuelanos de Herbon e Câncio. Devemos estar pelo exercício pleno de funções de mulheres e homens que honram o jornalismo retirando-o do atoleiro em que outros o afundaram.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

10 respostas a Quem ataca a liberdade de imprensa na Venezuela?

  1. xatoo diz:

    ah, ah,
    “o jornalismo”… feito por servis individuos assalariados de empresas de comunicação social, quereria talvez BC dizer. Por aqui não há outros. O que a Cância e quejandos fazem é agit-prop a favor de determinada corporação e da minoria de vendidos politicos que lhes fazem a gestão dos negócios.
    Os empregados pela comunicação supervisionada pelo Estado na Venezuela têm pelo menos uma virtude que não é aqui relevada: é que exercem o mesmo tipo de actividade, podendo empregar os mesmos meios, mas em prol da maioria da população.
    Nesta perspectiva esta conversa mole de BC não é isenta: toma o partido das câncios

  2. Bruno Carvalho diz:

    Ou o xatoo não sabe o que é a ironia ou não sabe a diferença entre a mentira e a verdade. Mole é a sua tia.

  3. má lingua diz:

    Os braganza mothers é q respondem à letra a essa ‘srª’-é de puta para cima!Já não há pachorra para essa genteq é DESONESTA até no dominio da discussão de FACTOS!a GAJA DEVIA ESTRA ERA NO LUGAR DAQUELE PALHAÇO DA PLUTOCTRACIA GREGA QUE LEVOU NAS TROMBAS!!!!
    Com presidentes da república q tem como amici(…) dias loureiros,oliveiras costas e outros mafiosos,não me venham com lições de moral!

  4. xatoo diz:

    logo ao prinjcipio li:
    “dou razão a todos os inimigos da Venezuela bolivariana é o dos constantes ataques ao trabalho dos jornalistas”… e como não tenho muito tempo disponivel passei adiante. Habitualmente que o facto deve preceder a ironia…
    porém. como sugeriu, mandei a minha tia ler e averiguar o resto e chegou-se à conclusão de se tratar do estafado despique entre as mundivisões social-democratas (ou democracia cristã, se preferirem) e os ultraliberais. Contudo há mais mundos para além destes dois, nem o Chávez é marxista, nem um sistema marxista admitiria peixeiradas deste tipo entre tarefeiros do jornalismo de facção (Câncio e Bruno Carvalho p/e); a Informação verdadeira é um bem de primeira necessidade e tal como todos os sectores primários da economia deve ser controlado pela comunidade, e não deixado ao livre arbitrio de “jornalistas” sem açaimo
    Por isso mantenho a última linha do m/ coment/: a conversa mole deste post não é isenta

    • Bruno Carvalho diz:

      Mas alguém lhe disse que a Venezuela era socialista? O propósito do texto é o de denunciar os que acusam o governo venezuelano de violar os direitos dos jornalistas. Na minha opinião, não só devia haver processos contra os jornalistas que impedem outros de mostrar a realidade do processo como se devia encerrar todos os meios de comunicação que violam constantemente a lei apelando ao assassinato de Hugo Chávez.

      Eu não sou jornalista de qualquer facção. Eu sou jornalista e comunista.

  5. xatoo diz:

    muito bem, bandeira branca, peace brother (mas a coisa não tinha ficado lá muito clara 🙂

  6. Pingback: Que chatice, Helena Matos. | cinco dias

  7. Miguel diz:

    Caro comuna veja então este video sobre a sua estimada Venezuela, que é actualemnte um dos maiores albergues de terroristas internaiconais. Viva o comunismo! Também é um revolcionário? ahahah Que ridiculos

    • Bruno Carvalho diz:

      Veja então melhor esse video e leia o livro – se quiser empresto-lho – e verá que o governo de Hugo Chávez não tem qualquer ligação com os grupos que aí são retratados. Se o ler atentamente, verá que em alguns casos tudo não passa de mera sugestão. Mas, claro, para um ignorante qualquer coisa serve.

  8. Miguel diz:

    O Sr só pode ser burro, eu já li o livro e vi o video e é demasiado obvio que existe uma ligação e até apoio por parte do Governo de Chávez á ETA e FARC. Terroristas venezuelanos e internacionais são actualmente membros do Governo! No video até existem declarações do seu querido lider a defender que Carlos o Chacal era um revolucionário, tal como o Sr presumo. Suponho que terrorista assassino seja sinonimo de revolucionario. Por favor… Eu sei que vocês são complexados e ignorantes, mas burros não sabia… Estes camaradas só dizem diparates.

Os comentários estão fechados.