Wikileaks: Presidente do BCP oferece-se como espião aos EUA, com conhecimento do governo Sócrates

Mais uma notícia que nós não devíamos saber segundo Miguel Sousa Tavares, Teresa de Sousa e José Manuel Fernandes.

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 respostas a Wikileaks: Presidente do BCP oferece-se como espião aos EUA, com conhecimento do governo Sócrates

  1. Renato Teixeira diz:

    Nada como juntar o bufo ao agiota. Pshiu. Cala-te.

  2. Pingback: Tweets that mention Wikileaks: Presidente do BCP oferece-se como espião aos EUA, com conhecimento do governo Sócrates | cinco dias -- Topsy.com

  3. Também quero.
    Prometo só “espiar” a partir de recortes do Público e do Expresso e do Correio da Manhã e do Diário de Notícias e da Bola…

    😉

  4. Pingback: Todos já sabiam de quase tudo, só não queriam é que nós soubéssemos disso. O problema deles, é que agora ninguém pode negá-lo. | cinco dias

  5. helder diz:

    Esta malta nunca está contente. Sempre que um banqueiro arranja maneira de não pagar impostos ou aldrabar nos novos contratos de crédito, cai o carmo e a trindade.
    O homem oferece-se (nem sequer para trabalho voluntario ele ia perder dinheiro/pagar) para trabalhar e é criticado.
    Na minha modesta opinião, devíamos aproveitar a prestabilidade do sr banqueiro e arranjar , a tão voluntariosa alma, um trabalho equivalente ao que lhe terá (?) sido recusado. Despejar os baldes higiénicos de um presidio á escolha.

  6. Pingback: Nem mais um cêntimo no BCP | cinco dias

Os comentários estão fechados.