Está confirmado: os EUA foram para o Iraque fazer pior do que Saddam Hussein

Ligação directa à fonte de que se fala.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , . Bookmark the permalink.

17 respostas a Está confirmado: os EUA foram para o Iraque fazer pior do que Saddam Hussein

  1. Leo diz:

    Assim termina o artigo do DER SPIEGEL, sobre estes ficheiros:

    Um mês antes do começo da invasão, Bush tinha-se gabado que o derrube do ditador Saddam Hussein e “um novo regime no Iraque serviriam como um exemplo dramático e inspirador de liberdade para outras nações na região.” Mas o exército que se retirou depois de sete anos de guerra era uma força desmoralizada que há muito tinha deixado de acreditar nos objectivos nobres da campanha. Os documentos reflectem fielmente esta mudança. Nos cerca de 400,000 documentos, a palavra “democracia” apenas aparece oito vezes. Os “instrumentos explosivos improvisados” que encheram de medo os corações dos soldados norte-americanos, contudo, são mencionados 146,895 vezes.

  2. Leo diz:

    Pistas do DER SPIEGEL para “ler” estes ficheiros:

    Muitas vezes os horrores que ocorrem estão escondidos nas abreviações militares. Os números e letras “13xAIF KIA,” por exemplo, significam 13 inimigos mortos (“13 anti-Iraqi forces killed in action”) – como aconteceu em 12 Julho, 2007, quando helicópteros de ataque dos USA se tornaram famosos em todo o mundo pela operação “Collateral Murder” na qual dispararam sobre iraquianos inocentes. O facto de alguma coisa ter dado para o torto na missão é claro nos documentos classificados porque está lá também “2xLN children WIA” — “2 crianças nacionais locais feridas em acção (local national children wounded in action).”

  3. Um pouco ao lado, mas relacionado, um thread que vossasmercês não poderiam ler…

    booo00
    Join Date: Aug 2004
    Location: India
    Posts: 241
    Thanked 607 Times in 306 Posts

    Caught Spying on Student, FBI Demands GPS Tracker Back:

    http://imgur.com/OM6nE.jpg
    http://imgur.com/sspLU.jpg
    http://imgur.com/f4V2T.jpg
    http://imgur.com/srhrK.jpg

    This is soo cool !
    😀
    http://www.wired.com/threatlevel/2010/10/fbi-tracking-device/
    __________________
    Tony
    part-time demigod
    Join Date: May 2004
    Location: Sintra, Portugal, for the time being
    Posts: 866
    Thanked 173 Times in 134 Posts

    Friend booo00, paranoia finally doesn’t strike so still as we thought…

    🙂
    __________________
    My glory walks hand in hand with my doom

    56k

    Join Date: May 2004

    send this kid to NSA.
    they need your kid!!!

    http://www.nsa.gov/kids/
    __________________

    Waya
    Join Date: May 2004
    Posts: 540
    Thanked 596 Times in 378 Posts

    What bothers me, is that when law enforcement breaks the law, spying on Americans for example, they get a wristslap, when someone outside the law enforcement community breaks the law, they get 20 years in prison.
    __________________
    When you were born, you cried while the world rejoiced. Live your life in such a way that when you die the world cries, while you rejoice.

    Cherokee Proverb

  4. Leo diz:

    Tudo por causa do petróleo

    Temos todos de entender que esta foi a única razão para a invasão e ocupação do Iraque. E esta é a única razão para a ocupação do Afeganistão que nos está a custar 75 milhões de euros por ano! Os USA e a NATO querem que continuemos no Afeganistão por causa dos interesses das petrolíferas dos USA. Estamos a desperdiçar milhões de euros desde há mais de 9 anos para proteger os interesses das petrolíferas norte-americanas e britânicas. Não continuemos a pôr os nossos interesses nacionais em risco evitando confrontar a verdade. Nós – tal como os iraquianos e os afegãos – só perdemos com estas duas guerras.

  5. Leo diz:

    Estes documentos são importantes porque provam muito do que previamente se suspeitava mas que os USA nunca admitiram.
    Era óbvio desde o início da invasão que as tropas dos USA ignoraram quase sempre os casos de tortura praticados pelos seus aliados iraquianos mas agora prova-se que isso era a sua política oficial.
    De particular interesse para os iraquianos será descobrirem o envolvimento das tropas dos USA nas actividades dos esquadrões de morte desde 2004, quando o Iraque mergulhou numa selvagem guerra civil sectária com tropas do Ministério do Interior treinadas pelos norte-americanos participando em ataques em distritos sunitas e suspeitos de simpatias pelo partido Baath.
    Pessoas proeminentes do regime de Saddam Hussein foram presas, desapareceram e dias depois os seus corpos apareceram nas bordas das estradas.
    Líderes iraquianos revelaram que as tropas dos USA estiveram envolvidas no treino do que de facto eram esquadrões de morte e sabe-se que esses esquadrões de morte seguiram o formato dos esquadrões de morte de El Salvador criados pelos USA para unidades do governo de El Salvador.

  6. antónimo diz:

    Durante anos, os países que vinham no topo das estatísticas das execuções – publicadas pela Amnistia Internacional – eram a China, o Irão, a Arábia Saudita e os Estados Unidos. O Iraque já conseguiu ultrapassar os norte-americanos e os sauditas nesta duvidosa galeria de honra.

  7. Abilio Rosa diz:

    O Tribunal Penal Internacional – o qual não é reconhecido pelos EUA – devia abrir um processo contra os presidentes americanos e as chefias militares envolvidas nos crimes de guerra e crimes contra a humanidade perpetrados no Iraque.

    Como é que o embuste «Obama» recebe um Prémio Nobel da «Paz» e contemporiza com todos estes crimes?

  8. miguel serras pereira diz:

    Caro Renato,
    de acordo: nunca denunciaremos de mais os crimes engendrados pela guerra (empreendida sob falsos pretextos) e da ocupação que tiveram por teatro o Iraque. Os dados agora publicados corroboram que seria de elementar justiça que Bush, Blair, Azznar, Barroso e tutti quanti respondessem pelos seus actos e que os responsáveis pelos crimes posteriores agora denunciados não ficassem impunes.
    Mas será isto motivo para absolver, branquear e justificar, ainda que indirectamente, Saddam Hussein? Os crimes de guerra e abusos de toda a espécie dos ocupantes e das novas autoridades iraquianas, que agiram sob a sua protecção ou de concerto com eles, bastarão para fazer de Saddam um “combatente da liberdade”?
    Mensagens como as do título deste post só servem para enfraquecer as razões e a força do protesto.

    msp

    • Renato Teixeira diz:

      A eterna equidistância a toldar-lhe o pensamento. Onde é que nesta posta o MSP lê algo que suporte isto que diz aqui: “Mas será isto motivo para absolver, branquear e justificar, ainda que indirectamente, Saddam Hussein? Os crimes de guerra e abusos de toda a espécie dos ocupantes e das novas autoridades iraquianas, que agiram sob a sua protecção ou de concerto com eles, bastarão para fazer de Saddam um “combatente da liberdade”?”

  9. maria povo diz:

    Saddam não era o combatente da liberdade!! mas cabia ao Povo Iraquiano derrubá-lo! certo???!!! e não é a democracia à bomba, por interesses que sabemos e sempre soubémos, que eram os do petróleo e o da ÁGUA!!! não esquecer que os rios Tigre e Eufrates que delimitam o Iraque, são a única água potável da região que alimenta todos os paises do Golfo….
    sim!!! deviamos sentar essa “parelha dos quatro” no banco dos réus!!! e julgados por crimes de guerra!!! só assim a nossa “democracia” poderia ganhar credibilidade!! de outra maneira, não há hipótese de sermos crediveis com a “nossa democracia”!!!
    paladinos da “liberdade” com tanto medo do TPI….

  10. miguel serras pereira diz:

    Onde é que o Renato e a Maria leram que eu justificava a invasão e a guerra?

    msp

  11. Aniceto Azevedo diz:

    Renato,

    o que estará agora a f. a pensar? Ainda terá dúvidas sobre a correcção da posição que tomou? Era engraçado ouvi-la…

    Um abraço.

    PS – deve haver, de certeza, um vírus no computador de um dos visitantes da tasca.
    Num comentário “equidistante”, há uma parte, inicial, que reza assim: “nunca denunciaremos de mais”. Por favor, Renato, mude a coisa para “nunca denunciaremos demais”. Era o que o senhor queria escrever. Certamente.

  12. miguel serras pereira diz:

    Renato,
    desculpe se me afasto do tem principal, mas não mude por favor o meu “de mais”: leia-se o que escrevi como equivalendo a “nunca denunciaremos vezes de mais”, ou “nunca denunciaremos demasiadas vezes”. E não como, por exemplo e num contra-senso, “escrever ‘denunciar’ é demais, basta pores ‘referir o facto'”.
    Um link útil, por fim: http://ciberduvidas.sapo.pt/pelourinho.php?rid=874

    msp

  13. Renato Teixeira diz:

    Aniceto e MSP, são grandes: aturem-se.

  14. Aniceto Azevedo diz:

    Tem toda a razão, amigo Renato.
    Desculpe, foi demais.

    Um abraço.

Os comentários estão fechados.