Entretanto em França…

… veja o impressionante mapa das manifestações ocorridas durante os últimos dias.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

1 Response to Entretanto em França…

  1. Ricardo Silva diz:

    Temos de olhar para o exemplo frances, se queremos fazer uma greve geral para acabar com estas politicas socialistas, não pode ser com greves de 1 dia, onde apenas serve para meia duzia de pessoas passarem um fim de semana prolongado em casa. Temos de optar por mediadas extremas, paralisação completa do pais por 1 semana, fechar aeroportos, portos, fronteiras, refinarias, capital, 1 semana o pais completamente fechado, entao aí sim tinham de ser tomadas medidas para mudar estas politicas, onde nos pedem para pargarmos mais impostos em bens essenciais (oleos alimentares, leites achocolatados) para depois levar para a frente a construção de troços de TGV, colocação de portagens nas SCUT´s, com sistemas electronicos, porque nao colocar com pagamento por moeda, e criar pelo menos mais uma centena de postos de trabalho, não apenas interessa sacar dinheiro pelo dinheiro, para depois gastarmos 5 milhoes de euros na compra de 10 viaturas blindadas de propósito para a cimeira da NATO, tendo paradas mais de 15 viaturas no quartel de Lisboa.
    Quando já estavamos com o valor da divida publica em valores que já nao iriamos conseguir suportar, fomos enviar milhoes de euros para a ajuda da Grecia para retirar este pais da “banca rota”, pois bem neste momento somos nós que estamos na “banca rota”, quem nos vai ajudar agora?
    Vamos fazer as grandes batalhas que os portugueses sempre conseguiram vencer, tivemos D. Afonso Henriques a conquistar Portugal para nós, devemos pelo menos isso, que adianta termos um Padrão dos Decobrimentos em Portugal, se nem conseguimos conquistar o nosso propio pais a esta tirania Socialista.
    Vamos lutar como antigamente, “atacar” Portugal de forma a “conquista-lo” de novo para nós (Portugueses, pagadores de impostos)

Os comentários estão fechados.