Este senhor deputa

«Nós estamos a atravessar um momento difícil, foram tomadas medidas muito duras e, obviamente, que sendo neste momento deputado sou dos que perde mais dinheiro»

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

11 Responses to Este senhor deputa

  1. Carlos Vidal diz:

    Quando li, pensei: só pode ser de Inês Medeiros, a frase.
    Pelo recorte literário e reflexivo.
    Depois, vi que era do outro, do tal. E está assim tudo explicado.
    Podia ser de um dos dois. Foi de um dos dois.

  2. LAM diz:

    Derivado do facto lá terão de ir mais uns gravadores, e quem diz gravadores diz qualquer coisita a que se possa deitar a mão.

  3. anónima diz:

    habitualmente sou apenas leitora do que uns e outros vão escrevendo por aqui e noutros lados, mas sinto-me verdadeiramente deprimida com esta situação. só me apetece chorar e gritar perante a forma como “eles” conseguem fazer “isto” sem que um “nós” se lhes consiga opôr.

    a verdade é que parece não existir esse “nós”, cada um está preocupado com o seu umbigo e com o que o malandro do outro anda a “roubar”, o outro que por acaso até é mais miserável, o outro que não quer é trabalhar, que só quer é gastar a fortuna do RSI pelos cafés, ou porque, pelo contrário, é um bocadinho menos miserável e vive “à grande” com as regalias de funcionário público, etc.

    coitadinho do deputado. e coitadinho do outro que agora tem a lata de dizer que quem vai pagar a tal taxa (ou contribuição, ou que o é) dos bancos, que já é proporcionalmente muito inferior ao que vamos todos pagar, somos nós à mesma!
    e a cgtp marca greve geral para daqui a dois meses! vejam senhores: dois meses!

    os que estão em cima, porque podem, chutam para baixo. e quem está em baixo chuta para onde? se tivessemos colhões e ovários chutávamos de volta para cima ainda com mais força. se toda a gente ou a maior parte da população decidisse retirar todo o seu dinheiro dos bancos amanhã, por exemplo, o que é que acontecia? se somos nós que os andamos a engordar à custa do nosso próprio esqueleto porque continuamos a agir como um coro de impotentes?
    vá lá, organizem aí pelo menos uma manifestaçãozinha por sms ou facebook para a malta ir lá atirar uns sapatos. nem que seja só para a catarse de uns poucos.

  4. Abilio Rosa diz:

    O Partido dito «Socialista» – a que eu chamo mui justamente de «Sucialista» (de súcia de ladrões, corruptos e mentirosos), foi e é o maior embuste politico português do século XX, já para não falar no
    XXI!

  5. Abilio Rosa diz:

    As declarações deste senhor diz muito sobre a corja do centrão que nos governa ou que pretende vir a governar.

  6. esse ricardo ṇo ̩ o dos gravadores Р̩ o outro, a quem a zezinha tinha chamado palha̤o e, pelos vistos, com raẓo
    http://wwwmeditacaonapastelaria.blogspot.com/2010/10/o-pec3-chega-ao-parlamento-o-deputado.html

  7. francisco caetano diz:

    este deputedo é um palhaço triste.

  8. susana diz:

    hahaha. ana, essa do carneiro é verdade ou só criatividade sua? 🙂

  9. LAM diz:

    Ana Cristina Leonardo, obrigado pela rectificação. O dos gravadores é o Ricardo Rodrigues. Este é o das palhaçadas.

  10. Susana, foi o que contaram… Eu, pessoalmente, lançava-lhe um rebanho inteiro 🙂
    LAM, de nada. A bem da Nação, a cada deputado a sua especialidade

Os comentários estão fechados.