Jusqu’ici tout va bien

A escola EB1 de Várzea de Abrunhais – que no ano passado obteve um prémio de uma das multinacionais com que este governo gosta de esbanjar dinheiro, em que alunos e professores dispunham de wireless e os seus computadores trabalhavam conectados com o quadro interactivo, fechou. De acordo com o Público, os alunos foram transferidos para um centro escolar onde não há telefone nem Internet.

Entretanto as construtoras que dominam o país (ler notícia também no Público) agradecem ao governo um decreto lei chico-esperto (ou pato-bravo) que lhes permite receber encargos directos do Estado em 24 horas, sob a capa de “concurso urgente”.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

Uma resposta a Jusqu’ici tout va bien

  1. de um governo que apoiou um empresa dita de painéis solares cuja publicidade dizia que os painéis deles eram tão bons tão bons que até captavam luz solar durante a noite está tudo dito.

Os comentários estão fechados.