Do revisionismo científico ao revisionismo utópico

Sugestão do leitor Tiago Silva

A rentrée de Francisco Louçã foi ainda mais enternecedora do que a de Fazenda. Para além de caracterizar o combate a Cavaco como a luta do século para a esquerda a valer em Portugal, declarou que o BE é o único partido democrático e nomeou ainda a direita autoritária como o grande inimigo do povo nos dias que correm. Não bastava o facto de andarem para aí a dizer que “com o desemprego perdemos todos”, assumindo de vez que arrumaram Marx na gaveta, mais não fazem do que recorrer à técnica de sempre da social-democracia: assustar as massas com o papão da direita radical para que se aproximem discretamente do socialismo democrático. Perdemos todos? Será que o BE acha mesmo que o patronato ensandeceu?

Em anexo imagens da ala direita do BE a festejar a pragmática do discurso de Francisco Louçã:

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

23 respostas a Do revisionismo científico ao revisionismo utópico

  1. Pascoal diz:

    Acho que puseste a sonorização errada no último vídeo.
    Aquilo é a vanguarda chinesa a festejar a reeleição do Cavaco.

  2. A.Silva diz:

    “O único partido que se opôe à NATO em Portugal”… mas o homem não se enxerga?

  3. Só para lembrar: Alegre é o candidato oficial do PS. O BE apoia o candidato oficial do PS.
    Alegre é uma extensão + – envergonhada e indisfarçável de Sócrates. O BE apoia o homem-de-mão de Sócrates.
    Alegre, se eleito, não moveria os seus direitos constitucionais contra um governo de Sócrates. O BE continuaria a apoiar Alegre…

  4. Renato Teixeira diz:

    A sua lógica Manuel Barbosa está definitivamente de boa saúde.

  5. Perdi o mu cartão de eleitor vai para aí quinze anos.

    Aki o meu amigo vereador (a gente chama-lhe ‘o careca’, adivinhem lá porquê…) diz-me “Pah isso recupera-se num instante, faz-se assim e assado, nem demora nada”.

    Eu vou-lhe dando trêta ao ouvido porque perdi a tenção e não consigo entrever alguém em que valha a pena “botar”.

    Em compensação o meu único filho vota aí no Chiko (axo eu) e a última vez que lhe perguntei porquê ele disse-me que era pq. o gajú tinha melhor aspecto que os outros.

    Gajahs e gajús dos outros querem votos da geração “porsuit of happiness” ?
    ‘Atão vão a uma lojeca qualquer e ‘arranjem-se.

    😀

  6. André diz:

    Eu adoro ver vocês todos à pancada. Os Bé-Chiques contra os Operários. O Louçã, jesuita insipido, e Jerónimo, guardião eterno do mateiralismo histórico e dos trabalhadores oprimidos e explorados.

  7. Abilio Rosa diz:

    Oh André:

    E tudo ainda não viste do que são capazes os nacionais-bolchevistas!

    Põe-te a pau!

  8. augusto diz:

    Mas santas alminhas será que ouviram bem, ou só leram o Público.

    È que em NENHUM momento da intervenção de Louçã , ele diz que o BLOCO DE ESQUERDA, ( nome que o novel candidato do PCP é incapaz de pronunciar ….), é o único partido democràtico….

    Pois é certa esquerda dita comunista, aliada ao Belmiro de Azevedo ….

  9. augusto diz:

    Então o BE tem ala direita, se calhar ala do centro direita, ala de estrema direita, ala de centro esquerda, ala de esquerda, ala de extrema esquerda etc etc etc ….

    Não meus senhores não tem , são todos homens e mulheres de ESQUERDA , simplesmente estão num partido, onde existe liberdade de critica, e pluralismo, para novas soluções são precisos novos caminhos, os desafios que temos de enfrentar em 2010 , não são os desafios do século de XIX ou de século XX.

    Vão cometer-se muitos erros, haverá muitas derrotas e algumas vitórias, mas pior seria um partido seguir receitas já experimentadas, e que conduziram ao que todos sabemos.

    Mas é lógico que há quem prefira as ideias justas, e as ideias únicas, e uma cartilha que todos têm de seguir á risca, o tal centralismo democrático ou Centralismo Burocrático .

    Como numa velha canção

    Manda…que eu obedeço

  10. Nuno diz:

    Augusto, meu filho!…
    … somos um bocadinho ingénuos hein?!

    1 abraço

  11. Renato Teixeira diz:

    Augusto, o BE é democrático. Assim como o país. E o resto. Sei lá. Está um dia lindo não está?

  12. Portela Menos 1 diz:

    Também acho que o PCP é um partido tão democrático como o país. Amanhã vai baixar a temperatura, certo?

  13. Renato Teixeira diz:

    Eu também acho que o PCP tem responsabilidades no revisionismo do BE. E claro, na brasa que hoje continua.

  14. Portela Menos 1 diz:

    essa do revisionismo do BE é de cabo de esquadra … vindo dos lados do PCP!

  15. Renato Teixeira diz:

    É capaz de não ter percebido de que lado vem…

  16. Portela Menos 1 diz:

    nos anos 60-70, quando se saía de um grupo/partido, revisionismo era um dos argumentos mais usado; RT de volta ao passado.

  17. Portela Menos 1 diz:

    não tarda muito nasce mais um grupo, “anti-revisionista”, para a reconstrução, da pureza, do partido da classe operária!

  18. Rui F diz:

    Tiago

    Provavelmente este é o seu comentário mais idiota que já li

    🙂

  19. Rui F diz:

    perdão…

    Renato

  20. Renato Teixeira diz:

    A qual se refere precisamente?

  21. Rui F diz:

    Renato…o facto te ter “postado” a sugestão, conota-o.
    È uma critica raivosa, vista de esguelha ainda por cima por um gajo míope.

    Sem pés nem cabeça.

  22. Renato Teixeira diz:

    Qual sugestão homem? Que com o desemprego perdemos todos? É o que andam a “escrever” nas paredes desse país fora.

    Se te referes ao do somos os mais democráticos é paleio que sempre se disse em off. O Público exorbitou mas disse exactamente a lenga lenga que se vende no partido.

  23. Rui F diz:

    só para acrescentar

    Só um gajo completamente urso, vesgo e idiota poderia falar em alas direita e esquerda no Bloco.
    Tudo o que saia fora da instrumentalização do partido comunista, é direita!

    Acabo por admirar as pessoas que gostam de ser politicamente manipuladas. Devem ser outra forma de felicidade.

Os comentários estão fechados.