ainda não…

“O queer não existe ainda. O queer é um ideal. Posto de outro modo nós ainda não somos queer. Podemos nunca tocar (chegar)ao queer, mas podemos sentir o quentinho da luz no horizonte imbuído dessa potencialidade. Nós nunca fomos queer, no entanto o queer existe para nós como um ideal que pode ser destilado do passado, e usado para imaginar o futuro”

José Esteban Muñoz

(tambem aqui)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 respostas a ainda não…

  1. Pingback: ainda não… « Paulo Jorge Vieira

  2. André diz:

    Queer. Queer. Queer.Queer. Queer. Queer.Queer. Queer. Queer.Queer. Queer. Queer.

    saudações queer

  3. umavoltanoparque diz:

    Olá Paulo! Vou discordar à minha maneira complicadinha….

    nós somos queer antes de termos nome.

    será QUEER “A SOCIEDADE NÃO-PATRIARCAL”, ou o PROCESSO de positivação (dado que à partida é reconhecida e actuada como negativa) de uma fraca internalização da Soc-Pater?

    Eu inclino-me para que seja O PROCESSO, o durante, da des-hierarquização do masculino, pago com a própria duração de uma vida_o processo. Para a EXPERIENCIA do ideal (vá, agora “como se” não houvessem generos_para chegar à ausência de diferenciação de valor; lá bem do outro lado vejo as pilinhas e os grelinhos a tinirem na mesma mas not quite nascendo com o mesmo estado de espírito)

Os comentários estão fechados.