Sobreviver

Estão debaixo de escombros, a cerca de um quilometro da superfície, há 22 dias. Tudo o que é escrito sobre o assunto diz que só lá para Dezembro estes 33 mineiros verão a luz do dia. É nestas alturas que fica claro a quem serve a economia de mercado e o propalado progresso. Se sobreviverem, estes 33 homens serão verdadeiras lendas vivas da classe operária, heróis anónimos que a troco de migalhas garantem o potencial técnico que vai demorar pelo menos três meses para os tirar debaixo da terra.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

8 respostas a Sobreviver

  1. xatoo diz:

    uma epopeia impecável na definação dos mórbidos tempos que correm – a primeira coisa foi fazer um furo para entrar o ar. A segunda coisa foi utilizar o furo para enfiar uma câmara de televisão…

  2. Renato Teixeira diz:

    E agora é esperar até ao Natal pelo furo que há-de tirar 33 pessoas do fundo da terra. Esperemos que por essa altura ainda possamos estar a falar de pessoas…

  3. augusto diz:

    Os desastres nas minas na China são uma constante.

    Estes mineiros são vitimas do capitalismo selvagem que existe no Chile, e que para obter os máximos lucros, não se preocupa com as normas de segurança , de uma profissão já de si muito arriscada.

    Mas a quem assacar responsabilidades na China, que tem um regime que certa esquerda em Portugal, apelida de socialismo real…..

  4. António Figueira diz:

    Yeh, man, “certa esquerda”, a que é a favor das lapidações, porque o Tudeh, o PCP e as Farc, vocês topam…
    Antes do Augusto havia outro gajo, o “lingrinhas” – mesmo n.º, mesma monomania: falem-lhe da prostituição, do ultramontanismo, do que quiserem, a cena é sempre igual: a URSS, o PCP, o Jerónimo…
    E isto às 15h30 de um sábado de Verão, o Chelsea acabou de marcar ao Stoke City, eu acabei de comer a minha salada de ovas…
    Grandes melgas…

  5. Renato Teixeira diz:

    De sardinha? Diz que são um espectáculo.

  6. Ricardo diz:

    Ainda bem que nos paraísos comunistas nunca houve mineiros soterrados.

  7. Renato Teixeira diz:

    Eu falei de paraíso capitalista?

Os comentários estão fechados.