Do revisionismo utópico ao revisionismo científico

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

14 Responses to Do revisionismo utópico ao revisionismo científico

  1. Sturm und Drang. A propósito, onde pára Alegre?

  2. Renato Teixeira diz:

    Quer lá saber o Alegre do BE. Já tem deles o que queria.

  3. Carlos Vidal diz:

    Maldito 1917.
    O que é que sucedeu nesse ano?
    (Memória do caraças, a minha.)

  4. Tiago Silva diz:

    Genial! Então, como adesivo do BE exijo de nome: Bloco de Esquerda/Movimento Reorganizativo do Partido Socialista.

    Viva o BE/MRPS!

  5. Rafael Fortes diz:

    assustadora a exaltaçao do novo…

  6. Renato Teixeira diz:

    O que é curioso Rafael é que o novo que prometem é mais velho que o velho que dizem estar ultrapassado.

    Muito bom Tiago: BE-MRPS! Épico.

  7. Rafael Fortes diz:

    acho q é o deleuze q explica muito bem isso, o debord tb lhe dá umas achegas e um outro tipo roemer van toorn tb: o velho que vai assumindo as roupas do novo, numa figura de erro persistente…

  8. António Figueira diz:

    Antológico.

  9. carmo da rosa diz:

    @ Carlos Vidal” ”Maldito 1917. O que é que sucedeu nesse ano?”

    A Nossa Senhora apareceu em Fátima para nos avisar contra o comunismo. Nunca percebi bem porquê, na realidade os portugueses de comunistas não têm absolutamente nada, são gananciosos, pedantes e mimados…

    Por isso rapaziada, por favor não cometam o mesmo erro ao contrário, seja, tentar apregoar o comunismo nesta terra – estão a perder o vosso tempo! Tirem cursos, aprendam línguas. De preferência o chinês, porque a China vai ser brevemente o país mais capitalista do mundo…

    E quem dentro de alguns anos não souber falar chinês, encontrar-se-á como aqueles que hoje não sabem a diferença entre um monitor e um computador.

  10. Renato Teixeira diz:

    Ámen Carmo da Rosa. Ámen.

  11. João Pais diz:

    Adorei! Talvez a próxima “orientação” seja a filiação em larga escala no PS para o virar por dentro. É isto o “socialismo democrático”?
    Permito-me adulterar ligeiramente uma frase do Fazenda para lhe responder: “…Pobres dos povos e dos trabalhadores” se estão à espera das vossas esmolas…

  12. Tiago Silva diz:

    http://www.youtube.com/watch?v=XX54Ro21YAg

    Aqui, Louçã diz que espera que Alegre vete um Código de Trabalho “inconstitucional” (pergunto-me se o último não o será), e que apoiar Alegre é próprio de uma esquerda de “ataque”. Bem, suponho que depende da concepção de “esquerda” e de “ataque”.

  13. Renato Teixeira diz:

    Mnhamy. Petiscos do Tiago. Qualquer dia vira posta. Eu ouvi na rádio e foi enternecedor.

  14. Pingback: cinco dias » Do revisionismo científico ao revisionismo utópico

Os comentários estão fechados.