“Vamos para casa!” gritou a última brigada de combate norte-americana no Iraque

EUA acabam de sair da guerra onde nunca deveriam ter entrado

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , . Bookmark the permalink.

15 respostas a “Vamos para casa!” gritou a última brigada de combate norte-americana no Iraque

  1. Enquanto houver dinheiro e a China, haverá mais guerras para animar o Império

  2. Uma boa quinta-feira, Renato.

  3. Abílio Rosa diz:

    Um crime sem castigo.
    Toda a Administração americana e as altas patentes deviam ser presentes a tribunal.
    Ou o tribunal é só para líderes do Terceiro Mundo?

  4. adeus-vai-te-embora diz:

    Acho mal. O exército americano ainda vai fazer muita falta ao Iraque e ao povo Iraquiano, que tem uma enorme dívida de gratidão para com o seu libertador, os Estados Unidos da América.

    Viva a democracia, Viva a liberdade, Abaixo a tirania, Abaixo a opressão

  5. Renato Teixeira diz:

    Com “libertadores” destes quem precisa de colonos???

  6. i.tavares diz:

    Vai-te embora mês de Agosto.

  7. Carlos diz:

    Parece que hoje alguns romenos também cantaram essa canção em França.

  8. Diogo diz:

    Duvido muito que fiquem apenas até 2011. Estas guerras são para serem mantidas, tal como no Vietname. Complexo-Militar-Industrial oblige.

  9. Pedro Pousada diz:

    Ir embora salvo seja, ficam 50 000 mais inúmeras bases militares e a presença constante no Golfo Pérsico; é uma cortina de fumo…

  10. augusto diz:

    Acabam de sair?????

    Ficam 56.000 soldados.
    E uns milhares de seguranças

  11. Pedro Pousada diz:

    Ir embora salvo seja, ficam 50 000 mais inúmeras bases militares e a presença constante no Golfo Pérsico; é uma cortina de fumo…Free Ricardo Palmera!

  12. Renato Teixeira diz:

    Ficariam sempre. Os EUA têm bases e soldados em todo o lado. Das Lajes à Costa da Caparica, de Cabul a Bagdad.

    Independentemente de sabermos que a retirada das forças de combate não significa o fim da ocupação (muito menos com 50 mil soldados), há que reconhecer que esta saída vai direitinha para a montra dos actos falhados do imperialismo americano.

  13. Abílio Rosa diz:

    O Obama é um embuste!

  14. Renato Teixeira diz:

    Como diria Vinicius, o preto mais branco da América.

Os comentários estão fechados.