“Tirez Sur Les Keufs”

http://www.dailymotion.com/video/xefzmp_abdul-x-tirez-sur-les-keufs-clip-of_music

Abdul X está a ser processado pelo Estado francês por causa do vídeo que acabou de ver. O bélico-fóbico ministro do interior de Sarkozy, Brice Hortefeux, alega que a mensagem produzida pelo rapper atenta contra “homens e mulheres que, em condições às vezes difíceis, asseguram a segurança de nossos concidadãos”. Em função disso, qual governante zeloso da sua missão, sossega os mais inquietos: “Não deixarei que um rapper sem notoriedade os ameace”.

Brice entende ainda que esta canção de Abdul X é um “autêntico chamado à violência, e pior ainda, um chamado à morte”, e isso é delito exclusivo do estado de direito. De processo em processo se moldam as curvas do regime. Valha-nos a certeza de ser infinita a lista de artistas que não deixam de dizer o que pensam em nome do bom senso da indústria musical ou do respeito pelo politicamente correcto.

Muito a propósito, os Facção Central lembram que “isto aqui é uma guerra” porque entre outras razões “a fome virou ódio e alguém tem que chorar”. Como eles, Brice e Sarkozy estão bem cientes dessa realidade. Brice como Sarkozy sabem que são generais de uma guerra que enfrenta uma guerrilha cada vez maior e todos os meios são válidos para eliminar a dissidência. Como se viu com dramática clareza no despejo e na carga policial sobre as mulheres de um subúrbio de Paris, estes senhores não querem acabar com a mensagem da violência. O que procuram é mostrar que só a eles pertence o monopólio do medo.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

52 Responses to “Tirez Sur Les Keufs”

  1. absurdo diz:

    Esse “povp em armas” deu num Mussolini, num Franco, num Hitler e, até, num Estaline… depende de quem se gostar.
    Chato é que nem sempre chega quem se gosta!

  2. Renato Teixeira diz:

    Com esses todos o povo ficou foi sem armas…

Os comentários estão fechados.