O que é isto? E quem é o Engenheiro que nos “governa”?

Acaba mal encontro com Chico Buarque
Uma magnífica foto, não?

O primeiro-ministro aproveitou para pedir autógrafos [a Chico Buarque] para distribuir pela família. Levava na cara um sorriso (para além de enorme cansaço), deixando cair um “vai ser um sucesso lá em casa”.

No dia antes, de resto, o meio cultural brasileiro foi motivo para uma desventura. Estava marcado, também no Rio, um jantar no consulado com 35 personalidades da vida cultural da cidade.

Mas, nesse dia, José Sócrates não esteve para tanto. Deu ordem para reduzir o jantar ao mínimo, deslocou-o para um restaurante italiano da moda (também em Ipanema) e causou um embaraço ao cônsul português obrigado a desconvidar personalidades como a actriz Marília Pera, o ex-campeão do mundo de futebol Zico e, sobretudo, o ex-ministro e cantor Caetano Veloso. [Gilberto Gil?]

Pelo meio, ficou um dia atribulado. Vários encontros bilaterais desmarcados no Fórum das Civilizações, mais por culpa da desorganização do evento; um encontro com empresários que acabou com cadeiras a mais para os presentes (cerca de 20); e umas declarações à comunicação social tiradas a ferros.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

11 Responses to O que é isto? E quem é o Engenheiro que nos “governa”?

  1. Niet diz:

    C.Vidal: Angustiado que estou por reler a narrativa de Trotski sobre a Morte do Lénine, ainda consigo artilhar esta: J.Sócrates, o ” inginheiro ” da Beira Baixa, tinha medo dos ” efeitos ” da maconha que rodeiam o antigo contraditor do MM Carrilho na pasta da Cultura do Brasil, Gilberto Gil, fan do Manuel Alegre aussi… Niet

  2. sei, o conteúdo é um aspecto da forma, vulgo o boi cola.

  3. Ex-ministro (de Lula) é Gilberto Gil. Caetano Veloso é ex-esquerda, somente.

  4. Pingback: Tweets that mention cinco dias » O que é isto? E quem é o Engenheiro que nos “governa”? -- Topsy.com

  5. Carlos Vidal diz:

    Caro Cristóvão Feil
    Como confirmará, eu encarreguei-me de emendar o texto que cito: troquei logo Caetano por Gil. Leia o post.

  6. Nuno Ramos de Almeida diz:

    Claro que sim, há já um post a gozar com isso, citado pelo Tiago, um texto com muita graça do Vasco Barreto: o enviado especialíssimo.

  7. zé carioca baladeiro enche-nos a mona com os conteúdos, quando chega a casa quer é descanso, pelo que se pode observar no ambiente e por aquele shaped canvas manhoso neo-pop. O nosso amigo da onça transborda felicidade, talvez por estar longe da vista e do coração sangrante.

  8. Antónimo diz:

    Já agora enquadre-se o autor da prosa que isto há jornalistas para todos os gostos.

    O douto enviado ao Brasil pelo DN foi assessor de imprensa do primeiro-ministro Durão Barroso. Nada a apontar, não é por se ter sido ou deixado de ser assessor que um tipo passa a ser menos exigente com o que escreve como jornalista.

    Infelizmente, o que se verifica, é que quase sem excepção toda esta gente, tem uma agenda política que usa sem o mínimo rebuço. E este editor de política do DN mesmo que não seja avençado não passa de
    um comissário político, por muito que ulule o contrário e participe em movimentos pela liberdade de expressão.

  9. Carlos Vidal diz:

    Uma pequena adenda: independentemente dos disparates sobre Zico e Caetano Veloso (que eu corrigi), o texto deste jornalista mostra o desregulamento e o sentido de estado da agenda e prioridades do sr. Engenheiro.

  10. “Lula (ou seria Serra?) provoca um rebolation ideológico no velho dilema “esquerda/direita”. Caetano é eleitor de Marina. Mas disse em sua coluna no jornal O Globo que entre Serra e Dilma acha que prefere a petista, já que, lamenta, “Serra está à esquerda da política econômica de Lula”. Em 2006, o artista votou em Alckmin [direita]” – Ancelmo Gois, jornalista – O Globo, em 31-05-2010.

  11. Outra informação importante, a atriz Marília Pera foi eleitora e apareceu na televisão pedindo voto para…. Fernando Collor de Melo, em 1989.
    Já se vê que não é séria esta senhora.
    Boa atriz, mas politicamente não é séria. Desde sempre.
    E o jogador Zico – grande craque do passado – é um anódino. Entende tanto de política quanto de física quântica.
    Saudações!

    CF

Os comentários estão fechados.