E Alegre se faz triste

O trocadilho do título é fácil. Já o silêncio de Manuel Alegre durante as últimas semanas não é fácil de compreender e muito menos de aceitar.

A esta hora está reunida a Comissão Nacional do PS para decidir se este partido apoia ou não o candidato. Ao que parece, Sócrates já disse que é favorável ao apoio. Desta forma o secretário-geral quase garante a derrota do ex-deputado na corrida presidencial.

De notar que no site da candidatura não surge uma opinião de Alegre desde o dia 4 de Maio. É tempo demais. Principalmente com tanta coisa a acontecer neste país!

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.

6 Responses to E Alegre se faz triste

  1. Cada vez mais me desiludo com o candidato apartidário que parece não mandar nenhum bitaite sem o aval de um partido que ainda nem sequer o apoia, e quando o apoiar será em velocidade cruzeiro, sem entusiasmo, sem empatia e sem convicção.
    Será que só em 2006é que o mundo girava ao contrário?

  2. Ana Paula Fitas diz:

    Sejamos lúcidos… Manuel Alegre é a única forma da esquerda chegar à Presidência da República… e seria bom para todos nós que alguma esquerda não fizesse dele um alvo negativo… os tempos não estão para isso!

  3. Abílio Rosa diz:

    Eu tinha razão.

    O Alegre a grande muleta do Inginheiro da Treta.

    Agora vamos ver o Louçã e o Sócrates nos comícios de apoio ao bardíssimo Alegre?

    Deus os juntou…

  4. Eu acho isto de se candidatar uma segunda vez para os lados do PS dá mau resultado.

    Principalmente quando o PS apoia pela primeira vez na segunda candidatura.

    Vai haver muita dispersão de voto pois todos têm um candidato diferente

  5. Pedro Penilo diz:

    É o tabu de Alegre. Com quem terá aprendido?

Os comentários estão fechados.