A Luta

Avenidas cheias que transbordam de gente em protesto. Quando saírem as previsões de participantes não me admiraria que tivesse sido a maior manifestação das ultimas décadas. Impressionante.

ADENDA: Confirmam-se as melhores previsões. Segundo a CGTP-IN, mais de 300 mil na rua.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

11 Responses to A Luta

  1. Leo diz:

    Eu também estive lá e fui a todas as outras. Esta sem dúvida foi a maior!

  2. Abilio Rosa diz:

    Fiz bem em não ir a essa manifestação.

    O apoio descarado dos partidos da «esquerda» à construção da Tragédia a Grande Velocidade (aka TGV) foi a gota d’água.

    Defender como defendeu o grupo parlamentar tal tipo de «investimento público» é encher os bolsos aos capitalistas parasitas e vampirecos e aos banqueiros corruptos.

    Defender o «investimento público» no actual quadro económico e financeiro é apoiar sem sombra de dúvidas o capital financeiro agiota.

    Os trabalhadores, os contribuintes e os consumidores em geral irão pagar essa «investida» do capital com juros de palmo.

    Há de facto uma desonrientação geral no PCP e na Intersindical.

    Como é que num dia apresentam uma moção de censura e no outro dia apoiam um dos «desígnios» do Sr.Sócrates?

    Esses grandes investimentos só teriam sentido se os meios de produção e de financiamento estivessem nas mãos do Estado ou da sociedade.

    De resto esse «investimento» é para encher os bolsos dos mesmos.

    Abram os olhos que eu não vou viver para sempre!

  3. Abílo, o PCP e o BE votaram contra as propostas de cancelamento e não a favor da usurpação pelos privados de que fala. Pode parecer igual, mas é bem diferente.

  4. e porque protestam?

    Não será que está lá quem está no governo por muitos desses 300 mil terem votado neles?

  5. JMJ diz:

    Daniel e Abilio, os vossos comentários são demonstram uma falta de capacidade para pensar a politica

  6. The Studio diz:

    Um dia estão no parlamento a votar a favor do despesismo em grandes negociatas dos patos bravos, no dia seguinte estão na rua a protestar contra o despesismo (?) (Nem sei muito bem contra o que foi esta manifestação. A maioria dos manifestantes entrevistados na TV não sabia o que andava lá a fazer).

  7. Rui diz:

    300 000 a favor do TGV e do acordo ortográfico. Impressionante.
    Como diz o Maradona, “sigan chupando”.

  8. Augusto diz:

    Não Leo não foi, mas isso pouco importa, foi sem dúvida uma grande manifestação, e o importante é que esta mobilização tenha continuidade em novas acções.

    Caro Abilio Rosa os seus comentarios fazem lembrar demasiado uma cassete, nem sequer se preocupou em ter toda a informação do que realmente se passou na Assembleia da Republica com a discussão do TGV , e as propostas derrotadas pela santa aliança PS-PSD-CDS.

    E

  9. Leo diz:

    Por acaso o Augusto viu as outras avenidas ou só se ficou pela da Liberdade?

  10. João Dias diz:

    Melhor momento: 300.000 pessoas ergueram-se para protestar.

    Pior momento: os bloquistas arrinconados a evidenciarem-se com cartazes de propaganda partidária (sim, não tinham o símbolo! tinham só a cor, grafismo, tipo de letra e palavras de ordem de milhares de mupis do bloco!)

    Absolutamente lamentável mas as acções ficam com quem as pratica

  11. Leo diz:

    João Dias: refere-se aos cartazes do Zainal Bawa? A mim deu-me vontade de rir, que para pouparem os responsáveis – sistema financeiro – tenham atacado um boy.

Os comentários estão fechados.