O que teme Mota Amaral?

Mota Amaral, enquanto presidente da Comissão de Inquérito ao Caso PT/TVI solicitou as escutas. As escutas chegaram, depois de autorizadas pelos juiz de Aveiro e Procurador Geral da República e de um momento para o outro, o deputado do PSD, obriga os deputados da Comissão a fazer o tolo papel de as poder ouvir mas não as poder utilizar como meio de prova. Utilizando o tradicional argumento de Sócrates parece que, para Mota Amaral, o mundo mudou nestes últimos dias. Será que alguma vez saberemos porquê?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

9 Responses to O que teme Mota Amaral?

  1. carlos graça diz:

    Tiago, lembre-se que também os Açores poderão ser uma vítima de inundações ou lavas vulcânicas… get the point? 🙂

  2. O mais extraordinário é que só Pacheco Pereira do PCP (m-l) as quis ouvir!

  3. Tiago Mota Saraiva diz:

    jmf, julgo que o João Oliveira (PCP) também as consultou.

  4. Nuno Ramos de Almeida diz:

    Tiago, infelizmente as coisas não são tão lineares.

    Aconselho-te a ida ao Sine Die, nomeadamente este post:
    http://blogsinedie.blogspot.com/2010/05/comissao-parlamentar-no-seu-labirinto.html

    E com uma posição contrária, o Pedro Lomba, aqui:
    http://suctionvalcheck.blogspot.com/2010/05/comissao-e-as-suas-circunstancias.html

  5. Bolota diz:

    O que teme Mota Amaral?

    Teme que começando a puxar a corda…porque não acredito que no meio deste lamaçal não se encontre algures por ai uns PSDs misturados.

  6. helder diz:

    O mota amaral, alem de ser do psd não pertence a um grupo qualquer? escoteiros ou coisa parecida?

  7. Tiago Mota Saraiva diz:

    Nuno, já tinha lido o artigo do Pedro Lomba e não me parece que esta simplificação seja injusta para os procedimentos.

  8. Nuno Ramos de Almeida diz:

    Tiago,
    Digo-te isso pq respeito muito as opiniões do Maia Costa. Ele defende que as escutas telefónicas só podem ser usadas em processos crimes. Não sou jurista, mas por aquilo que leio, ele pode ter razão. O Pedro Lomba, que já tinhas lido, defende o mesmo que tu.
    Acho que o grande escândalo é anterior à Comissão de Inquérito e está no arquivamento do processo pelo Procurador Geral. Um estranho procedimento, feito em segredo, mantido em segredo, e arquivado a sete chaves num procedimento administrativo.

  9. Tiago Mota Saraiva diz:

    NRA, concordo. O grande escândalo está na PGR.

Os comentários estão fechados.