Da retroactividade (actualizado)

“José Sócrates garantiu hoje que a sobretaxa de IRS, anunciada nas medidas de austeridade do governo, só vai abranger os rendimentos dos portugueses a partir de Julho. O primeiro-ministro contradiz assim o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Sérgio Vasques, que em declarações ao i admitiu que a nova taxa de IRS tinha em conta os rendimentos de todo o ano, ou seja, a aplicação da medida teria efeitos desde Janeiro.”

Esta notícia parece algo estranha, proveniente de um Secretário de Estado, com alguns conhecimentos jurídicos.

PS – Tudo explicado! Um Secretário de Estado avança com uma proposta idiota de manhã, o primeiro ministro desmente ao almoço e, à tarde, sabemos que a tributação começa amanhã.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

6 Responses to Da retroactividade (actualizado)

  1. Carlos Vidal diz:

    Ou eu não estou a ver bem a coisa, ou se a medida tem efeitos desde Janeiro, muitos de nós vamos ter de devolver dinheiro (porque fizemos retenção na fonte com outra taxa).
    Não é essa a consequência?

  2. Carlos Costa Rodrigues diz:

    Não sei qual é o espanto. Já se sabe que quando se diz hoje que é azul, é porque amanhã será amarelo. Há que aprender de uma vez por toda a linguagem utilizada. E não é assim tão díficil… até eu já aprendi.

  3. Tiago Mota Saraiva diz:

    O Sócrates já veio desmentir. O que é estranho é que alguém, com conhecimentos jurídicos, tenha aventado a coisa.

  4. Abilio Rosa diz:

    Vivemos numa republica fiscalista e totalitária.

    Sócrates espolia tudo.

    Vai deixar uma herança de devastação, miséria, exploração e esbulho.

    A própria «segurança social» (sistema financiado pelo trabalho) foi usado até à exaustão para fins eleitoralistas.

    Agora o Sócrates até quer sinalizar os desempregados como os nazios faziam com os judeus quandio estes andavam com a estrêla de David.

    Os sindicatos andam a dormir.

    Estão muito gordos e burgueses.

  5. Ana Cleto diz:

    As “notícias” da manhã servem para isso mesmo: o desmentido do Sócrates à hora do almoço, com desenvolvimento nos telejornais da noite.
    Assim se matam dois coelhos (!?) de uma cajadada: o homem farta-se de aparecer e a agência de comunicação não se cansa de empochar.

  6. helder diz:

    O que vai começar em Junho (não em Julho) é a retenção na fonte. Em 2011 quando fores pagar o irs referente a 2010 vais fazer o acerto desde Janeiro.

Os comentários estão fechados.