Foi revogado o regime de excepção da Parque Escolar

Hoje, na Assembleia da República, os gestores públicos que se encontram nomeados para o Conselho de Administração da Parque Escolar sofreram o mais sério revés desde que se desencadeou o protesto contra os seus procedimentos.
Na sequência de um agendamento do PCP e do BE, todos os partidos (à excepção do PS) criticaram os procedimentos destes gestores públicos retirando-lhes o regime de excepção que lhes permitia, entre outras coisas, adjudicar vários projectos de escolas às mesmas empresas.
Os procedimentos que estes gestores públicos, nomeados para executar políticas públicas utilizaram, indiciam situações de graves ilegalidades, má-gestão, abuso de poder e, até, comportamentos passíveis de ser investigados criminalmente.
Com toda a informação que já veio a público e com as violentas críticas, de todos os quadrantes políticos, no debate parlamentar de hoje, num país normal, os gestores públicos já se teriam demitido.
Agora que duas das reivindicações desta petição já foram alcançadas, a revogação do regime de excepção e a auditoria do Tribunal de Contas, fica a faltar aquela que é a exigência mais política dos peticionários: a demissão do Conselho de Administração da Parque Escolar.
Quando se luta nem sempre se ganha, mas quando não se luta perde-se sempre.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

7 Responses to Foi revogado o regime de excepção da Parque Escolar

  1. Pingback: Tweets that mention cinco dias » Foi revogado o regime de excepção da Parque Escolar -- Topsy.com

Os comentários estão fechados.