Mas não se pode pôr a criatura na cadeia?

Qualquer outra entidade que mantivesse em funcionamento uma lucrativa burla como é o santuário de Fátima já teria sido desmantelada pelas autoridades. A ICAR continua a sugar o sangue dos incautos e dos supersticiosos à vontade, sem incómodos. Não entendo como é que o mandante supremo da aldrabice anda por aí a receber honras de Estado como se não chefiasse uma operação mafiosa.

Ou seja: nem precisaríamos de investigar o papel do presente papa em vários casos de encobrimento de pedófilos para ter boas razões para o trancafiar.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

14 Responses to Mas não se pode pôr a criatura na cadeia?

  1. Pingback: cinco dias » Para a construção de uma teologia ateísta

Os comentários estão fechados.