A realidade não é a preto e branco

João Caetano Dias (JCD) indigna-se sempre que aqui são colocados textos sobre confrontos entre cidadãos e polícia. O critério de JCD não é ser contra a violência, mas colocar-se indiscriminadamente a favor da polícia.
Na Grécia, morreram três trabalhadores de um banco. Os autores do incêndio vão ser, certamente, responsabilizados.
Isso não invalida que não censure os donos do banco (uma blasfémia para JCD!) que, a ser verdade o teor desta carta, colocaram os seus trabalhadores em risco. Também devem ser responsabilizados.
Ao contrário de JCD, sempre que estas situações acontecem, não me coloco imediatamente de um ou outro lado da luta.
O meu critério, também é sempre o mesmo: o resultado da acção.
Neste caso objectivo, como JCD não ignorará, estas três mortes enfraquecem a luta, justa, dos trabalhadores da Grécia. Ou seja, o seu resultado é nefasto para a luta dos trabalhadores.
Não tenho dados para avaliar ou atribuir as culpas, mas é bom que não nos esqueçamos que por diversas vezes já ficou provado que estes acontecimentos são fabricados por agentes do outro lado da barricada. Aconselho vivamente este vídeo sobre o G8 em Génova e as afinidades entre a polícia de Berlusconi e Fini e alguns membros do chamado “black block”:

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

8 Responses to A realidade não é a preto e branco

  1. Pingback: Tweets that mention cinco dias » A realidade não é a preto e branco -- Topsy.com

Os comentários estão fechados.