Benditos piratas

As almas beckettianas menos dadas aos escrúpulos legalistas estão felizes. Pedaços do projecto Beckett on Film andam por aí a boiar nas ondas de um conhecido refúgio de piratas. A estonteante (é o único filme que conheço em que o fast forward parece mais lento do que a reprodução normal) versão de Neil Jordan da peça Not I pode ser um excelente começo, mesmo para o neófito. Afinal, nada melhor que 15 minutos a olhar para a boca de Julianne Moore para se desculpar a falta da djellaba prescrita por Beckett para a ocasião, entre outras liberdades…

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

1 Response to Benditos piratas

  1. antonio diz:

    Faxxo parrtex das (perdão ??) almas beckettianas menos dadas aos escrúpulos legalistas.

    E o meu (oh diabo !) sense of urgency está agora mesmo a dizer-me “o pequeno idiota” que tentar (maix uma vex…) fechar esses suecccoz vai lamentar alguma vexx ter sequer pensado nisso, na medida em que os actos são vagamente supostos ter consequências.

    Espero ter sido suficientemente hermético… mas também posso tentar outras coisas.

    🙂

Os comentários estão fechados.