O Polvo, por Pedras contra Canhões

E depois de fazer tudo isto à claras, ainda é preciso especular sobre o que fez às escondidas?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 Responses to O Polvo, por Pedras contra Canhões

  1. Helder diz:

    Definitivamente,
    “sem espinhas!”

  2. carlos graça diz:

    O post está muito bom…

  3. Raul diz:

    O que é triste é que eu até votei no engenheiro, de quem não gosto, porque está intricheirado entre uma esquerda anti democrática, anti propriedade privada de uma maneira primária, ,que ou não se renova ou vivei escondida atrás do chamados temas fracturantes, para, quando vê uma nesga de poder, arreganhar a dentuça e uma direita serôdia e reccionária…

    O ps pressiona jornalistas? também o psd. e no prec, fecharam a Repíublica, etc…; delapida o património? também o psd. estão ao sabor de interesses e grupos de pressão? estão todos, é só escolher os interesses e os grupos de pressão. É dificil ver saída, no meio disto tudo. Vou escolhendo o menor mal de todos os males e ir esperando que as instituições funcionem. Já votei no bloco e, agora, até estou à espera do que que o Rangel tem para dizer. O psd, e, por arrasto o ps, não têm idealogia, interessa-lhes apenas tirar uns coelhos da cartola para congeminar o assalto ao poder. Trata-se apenas de escolher o menos mau de todos os males, uma vez que há coisas com as quais eu não posso definitivamente compactuar. A política, contráriamente ao que muitos afirmam, é capaz de desde sempre ter tido qualquer coisa de sórdido, as pessoas nobres são raras na política e, mesmo as poucas que merecerão esse título, se calhar, não são tão impolutas como isso.

    Bem haja que existe liberdade de expressão, ao contrário do que alguns apregoam e que vivemos numa “so called” sociedade de informação.

    Ainda que imaginassemos num futuro mais ou menos próximo, à laia de ficção científica, uma espécie de democracia directa online, com o apoio de sistemas de decisão (o que não é completamente descabido com as tecnologias que vamos dispondo) o difícil seria criar instrumentos legais capazes de proteger as pessos de abusos de poder, falácias etc… – bata ver o que acontece na América, fundada que foi nas liberdades individuais…

    Enfim…

Os comentários estão fechados.