Ironia Alegre IV

ironia alegre #12

#10#11#12 do envenenamento

ironia alegre #11

ironia alegre #10

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

8 respostas a Ironia Alegre IV

  1. Tal e qual o ditador Salazar, o impostor da «esquerda modernaça», o Inginheiro Dominical, prepara-se para «nomear» o poeta Alegre para «seu» Presidente da República.

    Vou esperar sentado se desta vez a direccção mole e aburguesada do PC vai engolir este sapo dos socretinos e dos bloquistas, alegando que é preciso derrotar o candidado da «direita»…

    Por ventura o Cavaco é um candidato da Direita?

    Quem fez mais pelos trabalhadores: o Sócrates, o Alegre ou o Cavaco?

  2. Renato Teixeira diz:

    Abilio Rosa, não estará a sua pergunta final mal formulada? Não queria perguntar qual deles fez mais contra os trabalhadores?

  3. Sr.Renato Teixeira:

    Tem razão.
    Quem fez mais mal aos trabalhadores? O Sócrates, o Alegre na sua fase soarista reaccionária ou o esfingíco Cavaco?

    No meu modesto entender os dois primeiros ganham claramente ao terceiro, que mesmo sendo de «direita», segundo os cânones do politicamente correcto, foi no tempo de Cavaco que os trabalhadores e os funcionários públicos tiveram mais regalias e aumentos reais.

    Se Sócrates vier a apoiar o candidato da «esquerda», o Sr.Manuel Alegre, pode enganar os papalvos que se contentam com lirismos de esquerda e de outras tretas para enganar e aldrabar os trabalhadores, mas o camarada Abílio não vai cair na ratoeira.

    Espero que o camarada Jerónimo nunca se esqueça das blasfémias e dos ataques soezes que o Sr.Sócrates lançou e lança frequentemente na A.R. contra os comunistas e contra quem deu a própria vida para dar uma vida melhor aos mais desfavorecidos.

    Como diz a canção: cravo vermelho ao peito a todos fica bem, principalmente a alguns filhos da mãe… (obviamente os que dizendo da esquerda modernaça e fracturante estão em conluio com os grandes banqueiros e monopolistas que esfolam os portugueses!)…

  4. Renato Teixeira diz:

    De acordo no substancial. Mas reservo muitas dúvidas sobre a posição do PCP. Veremos… veremos…

  5. Pingback: Arrastão: Viciados na derrota?

  6. Renato Teixeira diz:

    “Outros há que não me lembro de alguma vez terem concordado com qualquer candidatura. E a minha pergunta é simples: são as eleições para as instituições o seu campeonato? E se não são, que diferença lhes faz? E não me recordo de alguma vez terem visto com bons olhos qualquer cultura de unidade. E a minha pergunta volta a ser simples: onde acham que pode acabar o seu solitário caminho que vive da exclusão permanente e do desenho cada vez mais apertado das suas fronteiras? Querem conquistar alguma coisa ou contentam-se com a sua razão?”
    Daniel, respondo telegraficamente às suas perguntas, não sem antes sublinhar que para quem não responde nem valoriza a posição política de putos de calções anda muito atento aos meus posts… noto a reverência e dar-lhe-ei a importância que ela merece num post inteirinho só para si.

  7. Pingback: cinco dias » Vence ou cala-te!

  8. Pingback: cinco dias » Sócrates Alegre

Os comentários estão fechados.