O que a democracia não resolve tem o povo que resolver!

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

71 respostas a O que a democracia não resolve tem o povo que resolver!

  1. Renato Teixeira diz:

    Sugiro, porque o debate se foi particularizando que se encaminhe a conversa para onde ela foi melhor resumida. Mesmo que não concordem… eu por mim, continuo lá, que não tenho tempo nem vida nem dinheiro para continuar a manter a mesma polémica aberta em meia dúzia de “frentes”: http://5dias.net/2009/12/15/renato-teixeira-e-ou-daniel-oliveira/

  2. PedroM diz:

    “O que a democracia não resolve tem o povo que resolver!”

    Até que enfim um comunista empedernido a defender o povo Suiço na questão dos minaretes!

  3. Nuno diz:

    Provavelmente o que os cães da maçonaria gostariam era o regresso da P2 ao poder em Itália pelas mãos de Prodi e da camorra de Nápoles.

    Como os comunistas foram literalmente corridos do parlamento Italiano tudo serve para atacar o homem e à moda bolchevique da Marinha Grande, nada como o terror e a porrada para espalhar a boa nova, como aliás fez o grande Otelo em 75 que queria fuzilar quem não fosse comunista radical no Campo Pequeno em resposta à pesada derrota do PC nas eleições, isso sim, democracia vermelha de nível lâmina !!!

    E logo em Itália onde os ilustres filósofos da Brigadas Vermelhas sequestraram e assassinaram cobardemente o Primeiro Ministro Aldo Moro, mais um belo exemplo da boa prática democrática da esquerda dos baladeiros e dos heróis da guerrilha Sul Americana !

    O que mais vos custa a engolir cambada de jacobinos, é que depois de ser agredido, Berlusconi enfrentou a população de cabeça erguida ao contrário desses cobardolas falsos heróis de Abril como o Otelo no 25 de Novembro.

  4. OLP diz:

    Eu lia , a espaços algumas coisas aqui publicadas. Mais ou menos concordante com umas ou com outras. Nada demais nem de menos até este post.
    Quando um miserável se deixa expor (e o deixam)fazendo dos seus instintos mais básicos e animalescos apologia política para mim é o fim do caminho.
    Aos 17 mataram-me a irmã com a mesma lógica (politica) assassina.Na altura levado pela mesma lógica tive meios e formas de também o fazer e praticar. Levei anos a desenvencilhar-me da “culpa” de não o ter feito.
    Sereno depois de muito tempo, aprendi que estes cus gordos usufrutuarios do capitalismo burguês produzem mais assassinos de maior barbárie por intelectual.
    Que alguem o perdoe que eu não.

  5. Presumo então, que lhe parecem também muito auspiciosas as imagens do casal Ceausescu “encostado à parede pelo povo”.
    Tem muita sorte em não haver eleições na Itália nos próximas dias. O Berlusconi teria uma maioria colossal. Lembra-se dos tiros contra Eanes e dos bofetões a Soares (Marinha Grande). Os senhores não aprendem nem esquecem coisa alguma. Coisas de Lenine, Béria, Al Capone e Himmler. Enfim…

  6. Indigena diz:

    Ora aí está uma frase que bem se pode aplicar à africanização do país.A democracia não a para?Que o povo a pare…
    Sempre do lado dos fracos e oprimidos não é?Ah e dos que querem casar com um pelotão…do mesmo género!

  7. Renato Teixeira diz:

    Helena Teixeira, foram muitos, muitos, mil a querer ir-lhe ao trombil. Não fica bem mas é para rimar. Talvez ainda se venha a gritar por ai… Nestes dias foram muitos a sentir o mesmo.
    PedroM??? A defender os suí(n)ços e os minaretes? Deve ter-lhe escapado este post (http://5dias.net/2009/12/10/dois-milhoes-de-suincos/), ou então está a pedir um esclarecimento para equipar a xenofobia suíça a qualquer coisa que só se percebe na sua cabeça. Vale a pena perguntar?
    Nuno, Prodi? No poder? Como poderá ler aqui (http://5dias.net/2009/12/15/do-arco-da-degustacao-ao-arco-da-governacao/) entendo como o autor que Prodi e Bertinoti são dois dos responsáveis pelo poder de Berlusconi. Concordo que Otelo foi, como outros, um cagão, mas tenho a certeza que apesar de tudo o Berlusconi ainda lhe teria algo a ensinar. Se considera corajoso aquele levantar de boca rodeado de capangas e com olhar de puto medroso numa sala de fantasmas, estamos conversados sobre o que entende por coragem, o que reforça a ideia de que não valeu mesmo a pena a esquerda meter o rabinho entre as pernas no 25 de Novembro. Por mais medricas que fosse o Otelo e companhia limitada.
    OLP, ninguém lhe pede que perdoe quem quer que seja, menos ainda se em causa está ter perdido a sua irmã. O que tem que aceitar, e como disse percebe-se que o revolte, é que a sociedade não é uma entidade una e imune de contradições, que ciclicamente vão produzindo violência. A maior parte dessa violência vem dos dominantes, dotados de exércitos e polícias armadas até aos dentes. A outra vem das pessoas que por motivos mais ou menos justos normalmente recorrem à força dos braços quando percebem que por si só a força das boas ideias não mudam quase nada.
    Nuno Castelo-Branco, não gosto de Ceausescu. Prefiro reencontros. O ataque conjunto a Lenine, Béria, Al Capone e Himmler, bem como a sua não diferenciação, não o ajuda a convencer ninguém das suas posições.
    Indigena… os africanos dos bairros de Lisboa são tratados bem pior do que foi o Berlusconi. Física, social e psicologicamente. O resto do comentário não percebi. Problemas de género e identidade?

  8. Renato Teixeira diz:

    JCD fico feliz por contribuir para a educação dos seus filhos. É um orgulho, uma honra e uma responsabilidade. Grato pela confiança depositada.

  9. maria monteiro diz:

    devia ser proibido fazer miniaturas de igrejas em metal, pedra, vidro, cobre … tudo só mesmo em materiais leves tipo plástico, ou então em chocolate, algodão doce,… (sempre se podem comer) ah e nada daquelas que sejam em arte gótica porque isso de “picos” faz sempre mossa

  10. Pingback: cinco dias » O que é o Povo? O que distingue a Justiça do Direito? (E que o sr. Oliveira deixe de provocar)

  11. Nuno diz:

    Caro Renato.

    Descobri o blogue hoje, e é este o meu comentário 2.

    Antes demais desculpe a minha intempestuosidade , realmente revoltou-me que um acto cobarde como aquele fosse enaltecido por alguém.

    Em relação à sua resposta, e agradeço a consideração, eu como Social Democrata que sou ( não confundir com uma salada de grelos chamada PSD ) não aprecio o comunismo; não acho que comam criancinhas ao pequeno almoço ( não aqui, não agora ) acho-os uma forma de fascismo encapotado composto por uma superclasse omnisciente a mandar na vida de um povo estúpido que pela cartilha deles nada sabe e nada entende e fazendo parte de uma engrenagem deve produzir para manter a elite; sei que é uma visão um tanto ou tanto Kafkiana mas é o que eu penso, e a história dá-me razão.

    Posto isto, obviamente que não gosto de Prodi e das suas alianças e o que o levou à demissão, ou melhor, o que levou ao chumbo do Senado Italiano de uma moção de confiança ao seu governo foi a operação Why Not, dirigida pelo magistrado Luigi de Magistris onde o Sr. Prodi, o Sr. Mastella (Ministro da Justiça) entre outros membros da aliança Ulivo, banqueiros e membros da máfia foram apanhados em escutas que os incriminavam no desvio de fundos comunitários para utilização pessoal, mascarados de despesas anormalmente elevadas, inclusivamente Mastela tentou tranferir o Magistris de forma a afasta-lo do caso.

    A mulher de Mastela, presidente da região de Campana (onde se encontra Nápoles ), em plena crise do lixo mafiosa, lembra-se ? Foi presa por suspeita de desvio de fundos o que levou à demissão de Mastela.

    Como vê, para mim Prodi perdeu o governo não por “governar contra o povo” como você diz mas sim por governar a roubar o povo, e convêm que as verdades sejam ditas ao invés da tradicional história da carochinha !

    Quanto à postura de Berlusconi, se você acha que um homem de 70 anos, depois de levar com uma estátua na cara ( também convêm referir isso, primeiro porque prova a premeditação da agressão contra a teoria do perturbado mental, depois porque demonstra a covardia do agressor ) que lhe partiu o nariz e quatro dentes, que insiste em sair da segurança do carro onde já estava, diga-se em abono da verdade, e mostra a cara ensanguentada ao povo de uma posição elevada e apesar de tudo isto o que você tem a dizer é que o homem tem um “olhar de puto medroso numa sala de fantasmas”, eu acho que você viu é filmes do Chuck Norris a mais ! Não sei o que você estava à espera ou o que para si é coragem, se calhar um número circense ao estilo Valentim Loureiro é o que é !!!!!!

  12. Nuno diz:

    Há e já agora “não valeu a pena a esquerda meter o rabinho entre as pernas no 25 de Novembro”

    Então o que é que para si valeu a pena, o PREC ? O 11 de Março ? A descolonização que originou 30 anos de guerras no Ultramar ?

    Mal ou bem, Melo Antunes e o seu grupo dos nove teve a coragem de se impor contra o golpismo de Cunhal e Otelo e quando o Jaime Neves acabou com a intentona no terreno, em prol de uma democracia que estava a nascer, Melo Antunes não deixou que fosse extinto o Partido Comunista, por tudo isto, apesar de ser comunista convicto, Melo Antunes terá sempre o meu respeito !

    Foi o 25 de Novembro que nos deu o direito de voto e que nos tirou das garras da cortina de ferro, é tão verdade que não se devem dizer baboseiras ao estilo Portugal precisava de 20 Salazares, como não se devem dizer disparates ao estilo o 25 de Novembro matou o 25 de Abril !!!!!!!

  13. Renato Teixeira diz:

    Nuno, para Social-Democrata dos que não são da salada vai lá vai… Ataca a descolonização, defende o Melo Antunes e o Jaime Neves, o 25 de Novembro, chama Ultramar aos países nos seus primeiros trinta anos de independência… Quem lhe disse que a história estava do seu lado contou-lhe também a história da carochinha?
    Sobre a qualidade do Governo Prodi e seus aliados estamos mais do que de acordo… ainda que provavelmente não sobre as causas.

  14. Uma modesta achega:
    Que se escancarem de uma vez as portas dos manicómios!

  15. Nuno diz:

    Ai agora existe uma bitola que rege os Social Democratas do vai lá vai, e do vem cá vem; Sá Carneiro era o quê para si, acha que o seu pensamento era muito distinto do meu ? E Sá Carneiro para si acha que tem alguma coisa a ver com o PSD actual ?

    Não crie estereótipos meu caro, o meu sentido de voto neste momento varia mais para o branco sabe…

    Se ataco a descolonização ? Acha que aquilo foi bem feito ? Começa no erro de Salazar de não querer negociar e de enviar milhares para a morte e acaba na entrega desorganizada dos territórios aos blocos que dividiam o mundo entre si como abutres mandando para a morte milhões, para si foi bem feito ?

    Defender o Melo Antunes ? Pelos seus estereótipos isso até é um contra senso ! Claro que defendo, o homem quis respeitar a vontade do povo e a vontade do povo por escrutínio directo foi a vitória do partido socialista não a vitória dos comunistas ou a eternização do PREC, mas isto dava para ficarmos aqui toda a noite…

    O Jaime Neves, claro que defendo, não foi ele que enfrentou de arma em punho os revoltosos em Tancos, não é essa a dita coragem que apregoava acima ?

    O 25 de Novembro meu caro FEZ O 25 DE ABRIL, se de uma ditadura passamos a uma democracia o devemos ao 25 de Novembro, data que este Portugal tanto faz por esquecer… Os há que preferiam ter mudado de moscas…

    Chamo Ultramar a África ? O que quer dizer com isso que sou colonialista ? Sabe a definição de Ultramar, procure e depois diga alguma coisa; mas já agora digo-lhe a minha opinião, África não foi, não é e nunca será nossa; faz parte da nossa história, o povo é irmão, mas a terra é deles e a eles pertence, tudo o que podemos fazer em conjunto é no estrito conceito de colaboração entre estados, nem acredito em colónias nem tão pouco em esmolas !!!!

    Diga lá, com pelos menos duas linhas de fundamento que história da carochinha lhe conto eu aqui ?

    Um concelho de quem não lhe quer mal meu caro, aprenda a não ver o mundo a preto e branco, a não catalogar as pessoas como esquerda ou direita, somos um povo democrata e de brandos costumes, mas acima de tudo somos indivíduos e pensamos pelas nossas próprias cabeças !

    PS: para primeiro dia de blogue já juntei aqui um bom grupo de letras, vou dormir e amanhã se o meu amigo estiver bem disposto trocamos uns bitaites, boa noite.

  16. Renato Teixeira diz:

    Ver o mundo a cores é muito mais o seu jeito… Democratas para cá e não democratas para lá.

  17. PedroM diz:

    “PedroM??? A defender os suí(n)ços e os minaretes? Deve ter-lhe escapado este post (http://5dias.net/2009/12/10/dois-milhoes-de-suincos/), ou então está a pedir um esclarecimento para equipar a xenofobia suíça a qualquer coisa que só se percebe na sua cabeça. Vale a pena perguntar?”

    Não, valia era a pena responder. Volto a colocar a sua frase, para que não haja dúvidas: “O que a democracia não resolve tem o povo que resolver!”

    É apenas a conclusão a tirar da sua básica teoria: A democracia Suíça (o parlamento) não queria essa solução mas o povo, com a convocação do referendo, teve que resolver!

    A teoria é boa apenas quando gostamos do resultado, não é? É como a democracia, presumo.

  18. Nuno

    Eu estou deveras impressionado pelo seu discurso. Concordo consigo em TUDO o que escreveu. Algumas pessoas até poderiam dizer que você e eu somos a mesma pessoa.

    Acredito piamente que o 25 de Novembro foi realmente a data libertadora para este pais de todos os totalitarismos e fascismos. Sou grande Fan de Melo antunes e Jaime Neves.

    Sou um verdadeiro Social Democrata e tb não me revejo no PSD de hoje.

    Bem haja meu amigo e é bom saber que existem outras pessoas como nós.

  19. Nuno diz:

    Caro Renato.

    O seu comentário foi deveras esclarecedor, quanto a isso estamos conversados…

  20. Pingback: ahbruto : O que os “fachos” precisam, é de levar nos cornos!....

  21. Pingback: cinco dias » A amnésia de Ferreira Fernandes

Os comentários estão fechados.