Santa paciência, santíssima paciência, mas eu gosto muitíssimo desta frase e desta análise:

(Uma “acção” de Otto Muehl)

“Portugal está a caminho de se transformar numa república em que as bananas crescem num lodaçal (…) Mas é muitíssimo bem feito. Elegeram essa gente? Pois têm o que merecem… Assoem-se lá a esse guardanapo. Besuntem-se com o resultado. Amanhã ainda vai ser pior…”
(Vasco Graça Moura)

Como eu vou perdendo a cabeça fria para falar e classificar a paisagem política (e pessoal: até quando, por exemplo, terei de ouvir um senhor desta “situação” falar em “espionagem política” quando se trata de casos de justiça e de investigação policial?), como é cada vez mais difícil falar desta gente e deste governo, agradeço a Vasco Graça Moura estas suas linhas certeiras!

É favor pois besuntarem-se!

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

8 respostas a Santa paciência, santíssima paciência, mas eu gosto muitíssimo desta frase e desta análise:

  1. Diogo diz:

    Bom, poder-se-ia besuntar Vasco Graça Moura e meter-lhe uma maçã na boca, mas já não me lembro do resto da receita…

  2. carlos graça diz:

    Pode sempre piorar… eis um preceito-lição-de-vida que os portugueses devem ter sempre presente…

  3. djugashvili diz:

    Este Vasco Graça Moura pertence ao bando alternativo,o do PSD.Esse pensa que não nos lembramos dos amigos do cavaco e,dele.Dias Loureiro,o homem da mala,Jakim Coimbra,Oliveira Costa,ANTÓNIO mEXIA e tuitti quanti,pq a lista é longa já para não falar daQUELA SÚCIA DA mADEIRA.É preciso ter lata…

  4. Qual República das Bananas? diz:

    Discordo com parte do excerto de Vasco Graça Moura: “República de Bananas”?
    Este país é já só um infindável lodaçal de cascas de banana… O povo escorrega nas cascas de banana para o desemprego…

    É confrangedor saber que o Vara, um intelectual de alto gabarito, com pós-licenciatura antes da licenciatura, só tem um salário de 30 mil euros, sentindo-se tão pobrezinho que anda a pedir umas esmolas para complementar o parco salário, só para poder comprar fruta, nomeadamente, as tais bananas…

    (Critico nos Varas da pátria, isso sim, a falta de civismo: comem as bananas e ainda por cima atiram com as cascas para o chão.. o povo escorrega nas cascas da miséria…)

    Quanto ao resto, é bem-feita para os que elegeram esta Máfia! É muito bem-feita!

    (Varejeira= aquele que pousa em toda a M**** que a dinheiro cheira).

    Portugal já só tem cascas de banana e Varejeiras

  5. Carlos Fernandes diz:

    Caro Prof., tem mais que cem por cento de razao no que escreve.
    Besuntem.se pois, TODOS, nao sô um partido, mas todos os principais partidos… E limpem as maos nas paredes da porcaria daquilo que teem feito, a divida externa nao para de aumentar graças â vossa manifesta competencia governativa!

  6. Fã de Banksy diz:

    http://www.artofthestate.co.uk/Banksy/banksy-versus-bristol-museum-025-summer-show-dog-cone.htm

    Desmentido à “República das Bananas?”:
    Em Portugal não há só Cascas de Banana e Varejeiras, também há gelados destes.

  7. Uma função da arte diz:

    Relativamente a Otto Muehl:
    Um escritor polaco disse algo do género: “A arte incomoda os satisfeitos e satisfaz os incomodados” – Witold Gombrowicz

    Pois, que se besuntem os satisfeitos!

  8. o preço a pagar pela omnipotência que parecer animar alguns dos ditos, as fotografias os filmes e os videos transformam cada gesto-transgressão em acontecimento o que acaba por embaratecer o produto.

Os comentários estão fechados.