Sá Pinto

Com a saída de Pedro Barbosa, o director desportivo mais discreto da história do futebol a par de António Simões, José Eduardo Bettencourt teve a oportunidade de escolher para o cargo alguém que, a partir dos cacos, emprestasse alguma sabedoria para reerguer o departamento de futebol do Sporting. Se olhasse um pouco à volta, Bettencourt era capaz de esbarrar em Luís Freitas Lobo, personagem cujo rol de competências não conseguiria passar despercebido ao próprio Pedro Barbosa. Mais: Freitas lobo estaria disponível e não é segredo que há muito que se vem preparando para assumir essa posição assim surja um clube que o mereça (já recusou convites). A escolha era tão óbvia que até o adepto Oliveira e Costa se lembrou de a sugerir. Perante isto, o que fez fez José Eduardo Bettencourt? Inventou o cargo de “director do futebol”, sem mandato na definição das contratações, e colocou lá Sá Pinto.

Já não sei que vos diga. (replay)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 respostas a Sá Pinto

  1. lingrinhas diz:

    lá iam pôr mais um melancia

  2. Tiago Mota Saraiva diz:

    Se fosse o Artur Jorge (salvo seja!) candidatava-me a presidente do Sporting.

  3. es o maior no teu trabalho que fazes PELO SPORTING, EMPENHO,CARINHO…

  4. Daci diz:

    Do you really believe that

Os comentários estão fechados.