Meus caros amigos: o BE perdeu (quer dizer, perdemos todos)


GODARD. Histoire(s) du Cinéma.

Sobre Godard, Jean-Luc Godard. Sempre o considerei não apenas como um dos grandes cineastas de sempre, mas também como um dos grandes pensadores do nosso tempo. Não, não me refiro apenas à condição de “pensador da imagem”, falo de um pensador num sentido muito vasto, total, um ensaísta, um filósofo, um pensador do fragmento como Montaigne, mas também um pensador, ao mesmo tempo, de um corpus global, como – que dizer – Deleuze, Badiou, Habermas, Peter Sloterdijk…

É evidente que o cinema ocupa aqui uma centralidade, mas também se pode dizer que a partir daqui é todo o mundo, todo um mundo, que é pensado, cirurgicamente dissecado. Impiedosamente (e é isso que faz deste homem alguém de uma grandiosidade indiscutível: pessimista, lírico, visionário, humano!) E sobre o cinema diz-nos Godard nessa obra de pensamento única (repito: ÚNICA!) que é Histoire(s) du Cinéma – o cinema falhou porque não impediu a direita, o fascismo, a guerra, Hitler…

Faço um paralelo com as eleições de hoje: não, não andava aqui, neste pleito eleitoral, nenhum Hitler, não é isso. Mas refiro-me ao discurso triunfalista de Francisco Louçã há pouco. Absurdo. Ele, Louçã, devia ter aprendido com Godard, Jean-Luc, que, já agora, não sei se é um cineasta de cabeceira de Louçã como é meu (permita-se-me que o diga). O BE perde estas eleições. O BE fracassou, porque não impediu a direita dura de Portas de ficar em terceiro lugar, nem impediu Sócrates de cantar vitória. Fracassámos todos. Nenhuma esquerda “renascida” estas eleições põem em marcha. NENHUMA. E contra isto não há sofismas, nem belos ou labirínticos discursos. Até amanhã.


GODARD. Histoire(s) do Cinéma.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

10 respostas a Meus caros amigos: o BE perdeu (quer dizer, perdemos todos)

  1. j diz:

    Acabei de comentar isso mesmo num post do seu amigo “jugoloso” RCP.

    O Louçã perde, de facto. Ainda bem. Porque entre a arrogância de Sócrates e a arrogância de Louça venha o diabo e escolha.

  2. Soube a pouco, mas:
    a maioria absoluta acabou e a política de direita do PS foi duramente condenada com menos 500.000 votos e mais de 20 deputados;
    o bloco central perdeu votos e, na minha opinião, foi claramente rejeitado;
    a direita (PSD+CDS) recuou, está em minoria e só pode ter influência política com a mãozinha do PS (com custos futuros, como é natural);
    O BE subiu;
    A CDU consolidou posições, com mais votos e mais um deputado.
    Há melhores, muito melhores condições para continuar a luta.
    Hoje é o primeiro dia ….

  3. closer diz:

    Tem toda a razão, sr, Carlos Vidal. O Louçã foi o grande derrotado destas eleições. Pelo contrário, a CDU avançou de novo com toda a confiança. Jerónimo de Sousa é o grande vencedor destas eleições. E Bernardino Kim Il Sung. E José Casanova. E Luísa Mesquita! Ah, desculpe. Esqueci-me que essa já não faz parte do filme.

    O que me irrita em si, meu caro, para além da sua cegueira sectária, é que procura caucionar o seu primarismo com referências culturais despropositadas, como se ,assim, passasse a ter mais razão. E logo o Goddard que sempre foi um cineasta que esteve próximo, das posições que o sr, defende. Tenho cá um palpite que o seu próximo post anti BE se vai basear nas Investigações do Wittgenstein e ainda vai descobrir que o filósofo de Viena era estalinista…

  4. Carlos Vidal diz:

    Caro manuelmgaio,
    Gostaria muito, mas mesmo muito, de partilhar as suas leituras sobre esta noite, mas, sinceramente, receio não conseguir.
    Cumps.
    CV

  5. Augusto diz:

    Carlos Vidal será que vimos as mesmas eleições…

    O BE subiu teve mais 200,OOO votos, a linda quantia de 557.109 votos.

    Elegeu mais deputados no Porto e em Lisboa, e manteve os 2 em Setubal.

    Elegeu pela primeira vez deputados em Braga, Aveiro, Coimbra, Leiria Santarem e Faro.

    Se isto é uma derrota, então diga-me o que são para si vitórias.

    Paulo Portas ter ficado á frente do Bloco com mais 35.000 votos….que pelos nossos métodos de Hondt lhe deram mais 5 deputados?

    Paulo Portas é perigoso, e entrou em sectores da população menos politizados , com um dircurso securitário, e de ataque ao rendimento minimo, fazendo apelo aos maus baixos instintos do ser humano, numa manobra condenável , do mais puro populismo, e é verdade que a esquerda não combateu com firmeza esta propaganda insidiosa de extrema-direita, e foi essa a única razão da subida do PP.

    Mas o Paulo Portas é um oportunista, e se o Socrates lhe acenar com tachos, ela manda a propaganda ás malvas, e transforma-se da noite para o dia, em Homem de Estado, disposto a servir as clientelas do PP, e esquecendo rapidamente o papel de Paulinho das Feiras, e tal como encheu o balão esvazia, Já assistimos a isso nos governos do Barroso e do Santana , e certamente veremos o mesmo na coligação PS-CDS.

    Por isso se quiser falar em derrotas deve talvez escolher outro candidato, o BE é certamente um dos vencedores desta noite

  6. Luis diz:

    “Pelo contrário, a CDU avançou de novo com toda a confiança. Jerónimo de Sousa é o grande vencedor destas eleições. E Bernardino Kim Il Sung. E José Casanova. E Luísa Mesquita! Ah, desculpe. Esqueci-me que essa já não faz parte do filme.” ???

    Claro que a CDU avançou de novo com toda a confiança. Jerónimo de Sousa é um grande vencedor, bem como Bernardino Soares. E José Casanova não foi candidato e a Luísa Mesquita deixou o PCP. O que não desapareceu, pelo contrário se acentuou é o desprezo e o azedume de alguns bloquistas. Compreende-se. Andam há anos com a pretensão de serem os terceiros. Passaram a quartos. Estão chateados.

  7. Não diria que o Bloco saia derrotado destas eleições, mas é indubitável que a sua progressão em número de votos e mandatos fica ensombrada pelo resultado do CDS/PP.
    Seria aliás interessante saber de onde vêm os votos que fizeram o CDS subir desta forma. Do PS? Ou dos novos eleitores? Questões que ensombram a esquerda…
    Luzes…talvez o facto de o be e o pc juntos representarem à volta de um milhão de votos.

  8. Justiniano diz:

    Correctíssimo Vidal, como quase sempre!
    Derrota, com sabor a zinco e com febre!
    O Vidal foi absolutamente derrotado, e sabe bem disso, como já devia saber.
    Não folgo, contudo, como está claro, nem regozijo, com a sua leve angústia, levíssima porque espectável!
    Porque cresceram os Jacobinos. Porquê!? Porque cresceram estes!? E apesar de todo o dinheiro gasto em educação!!!
    É intrigante, aquase 10% de almas angustiadas que acorreram às missas do Bloco. Porquê!?
    O Zé Neves só pode estar enganado (ou louco)…como é possível vislumbrar no BE alguma coisa que seja verdadeiramente alguma coisa…Que insuportável poesia é esta…(A decadência, secreta admiração pela vacuidade e pela auto destruição)

  9. diz o poder da imagem diz,
    não te esqueças que o cinema é uma inventona dos não gentios para tramar os que são, fazê-los mais platónicos e não estou com paciência para conversas da indústria do holocausto.
    Matracas estes bons amigos do bilogo, não esquecedo o miudo que foi para a europa mui ansioso e cansativo.

  10. embebe aí aquele filme dos oito minutos de ferrari em paris, não te preocupes muito com os restaurantes vietnamitas e a stella artois em bruxelas, não estou esmo nada pra letras capitais, vou mudar os carburadorores ao cooper s.

Os comentários estão fechados.