Combate dos blogues (7)

Debate com Paulo Pinto Mascarenhas, moderado por Filipe Caetano, onde apareço.

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 respostas a Combate dos blogues (7)

  1. José Mário Ávila diz:

    O gordito de óculos só não acha que é muito grave chegar a uma conclusão taxativa a partir de uma série de suposições e conjecturas.

  2. José Mário Ávila,
    Presumo que seja o procurador adjunto de Albufeira. No uso das suas funções também é argumento, para diminuir a opinião dos outros, dizer que alguém é gordo e usa óculos? A justiça está, de facto, bem entregue. Já agora, podia-me esclarecer quais são as conclusões taxativas? Sobre o caso das escutas eu não tiro nenhuma conclusão, tirando a necessidade de evitar a governamentalização dos serviços de informação, polícias e da investigação. Sobre o caso do Juiz Rui Teixeira, fazendo fé às notícias saidas, digo que me parece grave que possa existir uma intervenção política no domínio da justiça.

  3. nãogostodedizer diz:

    Este dialogo é muito estranho!

    O PPM diz que a asfixia democrática (haverá maior que o PM espiar o PR) é uma questão lateral não é assunto que deva ser discutido…enquanto o discute alegremente (quando o deixam!)

    Depois “…espera que o PM (a exemplo do PR) demita alguém…esta confesso que não percebi!

    O NRA diz que 2 candidatos a deputados comprarem votos não é importante porque ELE já sabia há um ano!

    Por sua vez o PPM queixa-se que que só se este a centralizar o debate tudo na solução governativa do PS – como se não fossem o PP e PSD que sistematicamente ameaçam com o “Papão” de uma solução governativa com a participação de BE!

    Por fim o NRA faz um apelo ao voto útil no PS para evitar a “navegação de capotagem” durante um ano…como se apenas governos maioritários fossem alternativa a termos eleições de 6 em 6 meses

    PS Já agora, o tal porta voz do PS também é gordo e tem óculos? Além de ter “…aquela dicção muito particular!!…”

  4. Nuno Ramos de Almeida diz:

    Navagações de cabotagem, sff. E defendo que não deve haver maiorias absolutas. O meu caro, deve ter visto o debate em cima de um carro em andamento, dai a capotagem e a falta de entendimento.

  5. ezequiel diz:

    Finalmente conheço o Nuno. Simpático.

    O PPM peca pela miopia. Este é um “caso” muito mais importante do que as propostas eleitorais porque tem que ver com o funcionamento das instituições do nosso sistema político. É, por outras palavras, um caso que pode abalar o que há de mais elementar e essencial no nosso sistema político: a relação entre instituições fulcrais. É muito mais importante do que qualquer programa eleitoral.

  6. Paulo Pinto Mascarenhas é um argumentista criativo medíocre!

  7. nãogostodedizer diz:

    ok, como queira! fica “navAgações” então!
    Eu imagino que defenda que não deve haver maiorias absolutas, mas não percebo porque é quer isso necessariamente dará azo a novas eleições como afirma! o que vejo nesta argumentação é se não derem maioria “absoluta ao PS vamos ter instabilidade”

Os comentários estão fechados.