da vida extraordinariamente excitante de leonel moura

No Simplex, Leonel Moura escreve que o PSD está à direita do CDS. A menos que isto seja uma tentativa de criar condições para uma aproximação entre PS e CDS, o que sinceramente duvido se vindo da parte do Leonel Moura, não será mais do que um disparate proveniente de alguém que não se importa de economizar na inteligência (na dele e na nossa) em nome da obtenção de mais uns votos. Acrescenta ainda Leonel Moura que a campanha eleitoral mostra que o BE é uma clique de agitadores que, na verdade, é muito conservadora no que respeita à “vidinha”. Mas que porcaria de argumentação é esta? Por que raio é que a “vidinha” das gentes do bloco, de que Moura se faz conhecedor profundo – e por alminha de quem? – havia de ter que se coadunar com o alegado aventureirismo excitante do quotidiano do próprio Leonel Moura? Haja pachorra. Querem mesmo fazer psicologia barata em lugar de debate político? Sinceramente, às vezes, acho que o principal problema de Bloco e PCP é serem confrontados com uma oposição que não é capaz de produzir uma crítica que não seja a mais rasteira.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

6 respostas a da vida extraordinariamente excitante de leonel moura

  1. nando diz:

    Nem mais. Tirando o caso das nacionalizações, pouco se debateu que pontos fracos têm exactamente os programas do PCP e do BE. Tudo o resto – as tretas dos descontos, os PPR’s, etc. – não passam de rasteiras que funcionam bem em directo (debates) ou manchetes (a vergonha do Expresso, que estupidamente faz eco nos blogs do PS e no do Carlos Santos), mas os minimamente atentos e inseguros ideologicamente entre PS e a esquerda, não caem nessa armadilha. Eu juro que quem tem dois palmos de testa entende o peixe que o PS está a vender, por mais sectário que seja (e conheço quem esteja dentro do PS bem desiludido com o rumo que o partido leva).

    Está quase a saber-se no que isto dá.

  2. nunocastro diz:

    não percebi se ficou chateado porque o Moura acusou o PSD de ser ainda mais de direita do que aquilo que aparenta ou por causa da crítica ao BE…

  3. Da-se diz:

    Mais alguém acredita que um escrito do Leonel Moura dê mais um voto sequer ao PS? Pelo contrário, rouba – e não serão poucos.

  4. zé neves diz:

    castro: não pode ser pelas duas coisas?

  5. A. Trigueiro diz:

    Mas alguem pode dizer onde se situa o CDS ?

    Com Paulo Portas e consoante as conveniencias hoje é o CDS, ontem foi PP e antes já tinha sido CDS.

    Tanto pode ser contra a Europa,como a favor da europa, pode ser liberal, democrata-cristã, populista ou o que der mais geito.

    Por isso julgo que, ao actual CDS (ontem PP) o que interessa é manter um nicho de mercado que lhe permita o acesso a um bocadito de poder.

    Só assim pode aspirar às nobres clausas políticas que já lhe conhecemos do governo com o PSD, ilustradas pelos negócios da PORTUCALE, do Casino de Lisboa, os negócios dos submarinos e a saga das 60.OOO fotocópias do Ministério da Defesa, o milhão de euros de donativos no qual participou o peculiar militante Jacinto Capelo, etc.

  6. Alberto Pereira diz:

    O Bloco Central há que tempos não possui um mínimo sentido de debate político fora o insultuoso e constante flamejar pirotécnico que faz emergir o seu instinto parasitário do Estado. Diaboliza o “inimigo” através de cretinices e de manipulação ordinária com o único objectivo de evitar que aquele lhe tire o Estado das mãos, como se deste fosse detentor. É esta ideia enraizada que o Estado lhes (PS e PSD) pertence por uma qualquer ordem natural que os faz reagir através destas explosões raivosas de grande fulgor mediático, e estou desconfiado que acreditam mesmo nisso. O que ainda é pior.

Os comentários estão fechados.