Direita volver

Gostaria muito de saber qual é o critério que preside à escolha dos analistas dos debates naquelas tertúlias da Sic Notícias, TVI24 e RTPN. Pior do que o rigoroso crivo político-ideológico à porta dos estúdios, é a manifesta incapacidade dos escolhidos para fingirem que analisam o que quer que seja — no caso um debate político. É tudo gente que usa aliança: as televisões comprometidos com os direituchos  do costume, os direituchos do costume comprometidos com a previsibilidade boçal que ali os levou.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

10 respostas a Direita volver

  1. Carlos Vidal diz:

    A presença de um tal Pedro Marques Lopes num painel diz tudo.
    É assim a vida, caro Bruno.

  2. Núncio diz:

    Direituchos e boçal. A liberdade de expressão à MMG.

  3. javali diz:

    Conhece algum jornalista que não seja arregimentado?

  4. WALTZ diz:

    Fuck them.

  5. Mariana X diz:

    Logo após o debate de ontem, os comentadores da Sic noticias não hesitavam em falar numa vitória estrondosa de Sócrates…mais difícil foi comentar o ar desgastado do primeiro-ministro à saída do estúdio…e uns olhinhos que até berravam “deixem-me ir para casa” perante a insistência dos jornalistas

  6. ordinário diz:

    É assim o ‘Pluralismo’.E é por serem privados os media, que lá põem os cães do Master’s Voice.É uma democracia do c..

  7. Bruno,
    Tens toda a razão, as pessoas em questão existem para nos dar uma leitura “correcta” do debate que permita que os tipos do costume ganhem sempre qualquer discussão. Ao limite, mesmo que Sócrates estivesse afónico, sublinhavam “a elegância vitoriosa do seu silêncio”.

  8. Tiago Mota Saraiva diz:

    Perfeitamente de acordo. Reparem que os comentadores têm mais tempo que os candidatos.

  9. Pingback: cinco dias » Os grandes educadores da classe dos telespectadores

  10. i.tavares diz:

    Já tinha tido oportunidade,em outro local,de comentar o assunto.São os novos “educadores do povo”,formatados,para deseducar,quem tiver a paciência de os ouvir.

Os comentários estão fechados.